Scielo RSS <![CDATA[Revista Pan-Amazônica de Saúde]]> http://scielo.iec.gov.br/rss.php?pid=2176-622320180002&lang=pt vol. 9 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://scielo.iec.gov.br/img/en/fbpelogp.gif http://scielo.iec.gov.br <![CDATA[Caminhos para a transdisciplinaridade como estratégia de pesquisa em saúde humana e meio ambiente]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[Diagnóstico laboratorial da esporotricose felina em amostras coletadas no estado do Rio de Janeiro, Brasil: limitações da citopatologia por <em>imprint</em>]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO INTRODUÇÃO: O estado do Rio de Janeiro vem passando por uma epidemia de esporotricose, considerada doença negligenciada, de transmissão zoonótica pelo felino doméstico (Felis catus). Apesar do isolamento de fungos do complexo Sporothrix schenckii em cultura micológica ser o padrão-ouro no diagnóstico, a citopatologia por imprint das lesões é rotineiramente utilizada na prática da clínica veterinária. OBJETIVO: Avaliar o desempenho da citopatologia como método diagnóstico da esporotricose em gatos com suspeita dessa micose, provenientes de diferentes áreas geográficas do estado do Rio de Janeiro, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Após avaliação clínica, o swab do exsudato e lâminas via imprint da lesão foram coletados de 196 felinos domésticos, com posterior semeadura em Ágar Sabouraud Dextrose e Mycosel e coloração das lâminas por Panótico Rápido. RESULTADOS: Dos 196 animais, 102 (52,0%) foram diagnosticados com esporotricose. Para 50,0% da população, os resultados da cultura e da citopatologia foram discordantes (p &lt; 0,0001; χ² = 32,960), com a cultura micológica mais sensível (95,2%) que a citopatologia (52,6%). Para os animais tratados com dosagem de itraconazol ≥ 100 mg/dia, foi observada uma significante redução no desempenho diagnóstico da citopatologia (p = 0,0136). Contudo, o mesmo não foi verificado em relação ao tempo de tratamento ou às demais dosagens (p &gt; 0,05). CONCLUSÃO: A dosagem de itraconazol ≥ 100 mg/dia, independente da duração do tratamento, reduz a sensibilidade diagnóstica da citopatologia. Tal resultado representa um alerta para o uso dessa ferramenta como recurso único para a confirmação diagnóstica da esporotricose felina na rotina da clínica veterinária.<hr/>ABSTRACT INTRODUCTION: Rio de Janeiro State is undergoing an epidemic of sporotrichosis, a neglected disease of zoonotic transmission by domestic cats (Felis catus). The isolation of the fungal of Sporothrix schenckii complex in mycological culture is the gold standard for sporotrichosis diagnosis; however, imprint cytopathology of lesions is routinely used in veterinary clinical practice. OBJECTIVE: To evaluate the performance of cytopathology as a diagnostic method for sporotrichosis in a population of cats with suspicion of this mycosis, from different geographic areas of Rio de Janeiro State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: After clinical evaluation, exudate swab and slides by imprint of the lesion were collected from 196 domestic cats, with subsequent sowing in Sabouraud Dextrose and Mycosel Agar and slides staining by quick panoptic stain. RESULTS: Of the 196 animals, 102 (52.0%) were diagnosed with sporotrichosis. The results of culture and cytopathology were discordant (p &lt; 0.0001; χ² = 32.960), with mycological culture (95.2%) more sensitive than cytopathology (52.6%). For animals treated with itraconazole dosage ≥ 100 mg/day, a significant reduction in the diagnostic performance of cytopathology was observed (p = 0.0136). However, the same was not verified in relation to treatment time or other dosages (p &gt; 0.05). CONCLUSION: Regardless of the duration of treatment, the dose of itraconazole ≥ 100 mg/day reduces the diagnostic sensitivity of cytopathology. This result is an alert for the use of this method as a unique resource for the diagnostic confirmation of feline sporotrichosis in veterinary clinical routine. <![CDATA[A hanseníase em um distrito administrativo de Belém, estado do Pará, Brasil: relações entre território, socioeconomia e política pública em saúde, 2007-2013]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Analisar a distribuição espacial da hanseníase em Mosqueiro, o 1° Distrito Administrativo de Belém, estado do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo transversal e ecológico, utilizando dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação sobre o município de Belém do período de 2007 a 2013, e do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Foram realizadas análises espaciais das relações entre a taxa de detecção da hanseníase, o índice de condições de vida (ICV) e a cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF). RESULTADOS: A taxa de detecção anual de casos novos apresentou uma tendência decrescente, com um surto em 2009. Contudo, a endemicidade média da doença foi alta. O perfil dos indivíduos mais acometidos foi o gênero masculino (66,67%), de escolaridade de nível fundamental (66,67%), da faixa etária de 16 a 59 anos (82,05%), residente na zona urbana (74,36%), com grau zero de incapacidade física (53,84%) e classificação operacional multibacilar (76,92%). A maioria era de casos novos (64,10%), com entrada por encaminhamento (38,46%). A distribuição espacial da hanseníase não foi homogênea nos territórios das ESF, apresentando áreas com transmissão ativa da doença, com casos novos multibacilares sem tratamento, padrão muito alto de endemicidade e ICV muito baixo, tais como Maracajá, Carananduba e Baia do Sol. CONCLUSÃO: As análises espaciais, utilizando kernel e álgebras de mapas, foram eficazes para a construção do cenário epidemiológico da hanseníase em Mosqueiro. Ressalta-se a necessidade de expansão da cobertura da ESF, para a melhoria de ações de controle dessa doença produzida sob a lógica perversa das iniquidades sociais.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To analyze the spatial distribution of leprosy in Mosqueiro, the 1st Administrative District of Belém, Pará State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: Cross-sectional and ecological study, using data from the Information System for Notifiable Diseases (Sinan) of the Municipality of Belém, from 2007 to 2013, and the 2010 Census, from the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). Spatial analysis of relations among the leprosy detection rate, the living conditions index (LCI), and the coverage of Brazil's Family Health Strategy (FHS) were done. RESULTS: The annual incidence rate of new cases showed a decreasing trend, with an outbreak in 2009. However, the average endemicity of the disease was high. The characteristics of the most affected individuals were male (66.67%), elementary school (66.67%), 16-59 age group (82.05%), urban area of residence (74.36%), zero degree of physical disability (53.84%), multibacillary form (76.92%), new cases (64.10%), and medical referral (38.46%). Spatial distribution of leprosy was not homogeneous in the FHS territories, presenting areas with active transmission of that disease, with new multibacillary cases without treatment, very high pattern of endemicity and very low LCI, such as Maracajá, Carananduba and Baia do Sol. CONCLUSION: The spatial analysis using kernel and map algebra were effective for constructing the epidemiological scenario of leprosy in Mosqueiro. It is important to emphasize the need of expanding the coverage of FHS in order to improve the control actions of that disease produced under the bad logic of social inequities. <![CDATA[Perfil sociodemográfico dos pacientes em cuidados paliativos em um hospital de referência em oncologia do estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200031&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Descrever o perfil sociodemográfico dos pacientes em cuidados paliativos em um hospital de referência em oncologia do estado do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo retrospectivo, descritivo e transversal, realizado por meio da análise de 239 prontuários de pacientes internados no período de 2010 a 2014, na Clínica de Cuidados Paliativos Oncológicos do Hospital Ophir Loyola, referência em oncologia no Pará. RESULTADOS: A maioria dos indivíduos era do sexo feminino (59,41%), com mais de 60 anos de idade (38,91%), provenientes da Mesorregião Metropolitana de Belém (46,44%), com profissão/ocupação "dona de casa" (27,62%), casados ou em união estável (51,05%), de religião católica (34,73%), e com baixos níveis de escolaridade, tendo 38,91% apenas o ensino fundamental incompleto. Houve predominância de pacientes com histórico de tabagismo (56,90%) e etilismo (53,56%), sem antecedentes familiares de câncer (41,00%), internados por situações de urgência/emergência (93,72%). CONCLUSÃO: Definir o perfil desses pacientes permite uma melhor compreensão das características desses indivíduos, auxiliando a equipe multidisciplinar da clínica de cuidados paliativos no planejamento da assistência prestada, além de contribuir significativamente para a implementação de políticas preventivas de saúde no Estado.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To describe the sociodemographic profile of patients in palliative care at an oncology referral hospital in Pará State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: A retrospective, descriptive, and cross-sectional study was carried out by analyzing 239 medical records of inpatients at the Oncology Palliative Care Clinic of Hospital Ophir Loyola from 2010 to 2014. RESULTS: The majority of the patients were females (59.41%), over 60 years of age (38.91%), from the Metropolitan Region of Belém (46.44%), with "housewife" occupation (27.62%), married or in a stable union (51.05%), Catholic religion (34.73%), and low levels of schooling (38.91% of them had incomplete elementary school). There was a prevalence of patients with history of smoking (56.90%) and alcohol consumption (53.56%), with no family history of cancer (41.00%), and hospitalization due to emergency situations (93.72%). CONCLUSION: The profile of these patients allows a better understanding of their characteristics, helping the multidisciplinary team of palliative care clinic in assistance planning, as well as contributing significantly to preventive health policies be implemented in Pará. <![CDATA[Hipertensão pulmonar em pacientes com doença renal crônica terminal internados em um hospital de referência em nefrologia do estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200037&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVOS: Verificar a existência de hipertensão arterial pulmonar (HAP) entre os pacientes portadores de doença renal crônica (DRC) em hemodiálise e identificar seus perfis clínicos. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo retrospectivo, realizado por meio da análise de prontuários de pacientes internados em um hospital de referência em nefrologia do estado do Pará, Brasil, de janeiro a dezembro de 2014. Pela aplicação de um questionário, foram analisados idade, gênero, comorbidades, motivo da internação, tipo de acesso vascular e informações do ecocardiograma Doppler transtorácico, como a medida da pressão sistólica da artéria pulmonar (PSAP), considerando-se valores ≥ 35 mmHg sugestivos de HAP. RESULTADOS: Dos 101 pacientes investigados, 21,8% apresentavam sinais sugestivos de HAP. Desses, 63,6% pertenciam ao gênero masculino, com média de idade de 60,36 ± 12,35 anos. Constatou-se média de PSAP de 51,13 ± 11,40 mmHg e a maioria das internações foram motivadas por uremia (45,5%) e síndrome coronariana aguda (13,6%). Entre as comorbidades, destacaram-se a hipertensão arterial sistêmica (95,5%) e a diabetes mellitus (50,0%). A maioria dos pacientes usava um acesso vascular de curta permanência do tipo Shilley (95,5%) para hemodiálise, e o desfecho mais reportado foi o óbito (36,4%). CONCLUSÃO: O rastreamento de HAP por ecocardiograma pode ser útil para a avaliação cardiopulmonar entre os pacientes urêmicos, havendo necessidade de estudos prospectivos para melhor esclarecer a relação entre HAP e a terapia de hemodiálise em portadores de DRC.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVES: To verify the existence of pulmonary arterial hypertension (PAH) among patients with chronic kidney disease (CKD) undergoing hemodialysis, and to identify their clinical profiles. MATERIALS AND METHODS: A retrospective study was carried out by analyzing the medical records of patients admitted to a referral hospital in nephrology in Pará State, Brazil, from January to December 2014. Variables as age, gender, comorbidities, reason for hospitalization, type of vascular access were obtained by a questionnaire and analyzed. In addition, transthoracic Doppler echocardiography information, such as pulmonary artery systolic pressure (PASP), with values ≥ 35 mmHg suggesting PAH, was considered. RESULTS: From the total of 101 patients investigated, 21.8% presented signs suggestive of PAH, and 63.6% of those were male with mean age of 60.36 ± 12.35 years. Mean PASP was 51.13 ± 11.40 mmHg and the majority of hospitalizations were due to uremia (45.5%) and acute coronary syndrome (13.6%). Among the main comorbidities identified, systemic arterial hypertension (95.5%) and diabetes mellitus (50.0%) stand out. Most of patients used the Shilley vascular access for hemodialysis (95.5%), and the most reported outcome was death (36.4%). CONCLUSION: Screening for PAH by echocardiography may be useful for cardiopulmonary evaluation among uremic patients, and prospective studies are needed to clarify the relationship between PAH and hemodialysis therapy in patients with CKD. <![CDATA[Síntese e avaliação do prop-2-in-1-il 4,6-di-O-acetil-2,3-didesoxi-α-D-eritro-hex-2-enopiranosídeo contra espécies não albicans de Candida e resultados da associação com a anfotericina B ou com o cetoconazol]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200043&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVOS: Sintetizar e avaliar a ação antifúngica do prop-2-in-1-il 4,6-di-O-acetil-2,3-didesoxi-α-D-eritro-hex-2-enopiranosídeo contra as espécies não albicans de Candida, assim como avaliar sua atividade antimicrobiana quando associado com a anfotericina B ou com o cetoconazol. MATERIAIS E MÉTODOS: A síntese desse glicosídeo foi obtida por meio da reação de glicosilação empregando-se o tri-O-acetil-D-glucal, o álcool 2-propin-1-ol e a montmorillonita K-10. O teste da atividade antifúngica foi realizado pelo método da microdiluição em caldo, e a associação com a anfotericina B ou com o cetoconazol, pelo método de Checkerboard. RESULTADOS: O glicosídeo foi obtido com 95% de rendimento após o tempo reacional de 1 h e não apresentou atividade antifúngica nas concentrações testadas (512; 0,5 μg/mL) quando ensaiado isoladamente. Quando associado com a anfotericina B (concentração inibitória mínima - CIM 2 μg/mL) ou com o cetoconazol (CIM 0,5 μg/mL), observou-se sinergismo e indiferença, respectivamente. CONCLUSÃO: Verificou-se que o glicosídeo 3 obtido apresentou excelente rendimento na síntese, mas não demonstrou atividade antifúngica ante as cepas não albicans. Quando associado com a anfotericina B, a atividade foi promissora; com o cetaconazol, indiferente.<hr/> ABSTRACT OBJECTIVES: To synthesize and evaluate the antifungal action of prop-2-yn-1-yl 4,6-di-O-acetyl-2,3- dideoxy-α-D-erythro-hex-2-enopyranoside against non-albicans species of Candida as well as to evaluate its antimicrobial activity when associated with amphotericin B or with ketoconazole. MATERIALS AND METHODS: The synthesis of this glycoside was obtained by the glycosylation reaction using tri-O-acetyl-D-glucal, 2-propyn-1-ol alcohol and montmorillonite K-10. The antifungal activity test was performed by the broth microdilution method and the association with amphotericin B or ketoconazole by the checkerboard method. RESULTS: The glycoside was obtained with 95% yield after the reaction time of 1 h and did not present antifungal activity at the tested concentrations (512; 0.5 μg/mL) when tested alone. When combined with amphotericin B (minimum inhibitory concentration - MIC 2 μg/mL) or ketoconazole (MIC 0.5 μg/mL), synergism and indifference were observed respectively. CONCLUSION: Glycoside 3 was obtained in excellent yield and did not present antifungal activity against the strains of non-albicans species. But, when associated with amphotericin B, the activity was promising; with ketoconazole, indifferent. <![CDATA[Análise morfológica de ovos de <em>Triatoma pintodiasi</em> Jurberg, Cunha & Rocha, 2013 (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) por microscopia eletrônica de varredura]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200051&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Ampliar o conhecimento da morfologia dos ovos de Triatoma pintodiasi, pelas técnicas de microscopia óptica e de microscopia eletrônica de varredura (MEV), possibilitando a visualização de aspectos que servirão de parâmetros para a caracterização e a identificação dessa espécie. MATERIAIS E MÉTODOS: Para a microscopia óptica, selecionaram-se 12 ovos, logo após a postura, observados através da lupa estereoscópica para visualização das estruturas e aferição das medidas. Para a morfometria, utilizou-se a escala em lâmina micrométrica e, posteriormente, analisada por um software, visando obtenção de média e desvio padrão. Para a seleção das áreas e observações de suas estruturas, selecionaram-se 10 ovos, que foram preparados, metalizados com ouro e levados à MEV. O corpo do ovo foi dividido em três áreas, com a contagem de perfurações em três células de cada área, visando minimizar a fração de erros de contagem e da mensuração de estruturas. RESULTADOS: Os ovos mediam, em média, 1,51 mm de comprimento e 0,89 mm de largura, corpo com exocório no primeiro terço da extensão do ovo apresentando células poligonais, variando entre pentagonais e hexagonais. As células do corpo apresentaram perfurações esparsas, variando entre 21-35 orifícios em cada célula. Opérculo levemente proeminente formado por células poligonais abauladas. CONCLUSÃO: A análise dos ovos revelou que T. pintodiasi mostra similaridades estruturais com Triatoma circummaculata, porém a configuração do primeiro terço do exocório é uma característica representativa importante e pode servir de base para estudos mais aprofundados sobre essas espécies.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To increase the knowledge of the morphology of the eggs of Triatoma pintodiasi by optical microscopy and scanning electron microscopy (SEM), allowing the visualization of characteristics that can be patterns for characterization and identification of this species. MATERIALS AND METHODS: For the optical microscopy, 12 eggs were selected shortly after to be laid, and observed through the stereoscopic magnifying glass for viewing the anatomical structures and the assessment of measurements. For the morphometry, the micrometric scale was used, and later analyzed by a software for medium leakage and standard deviation. For the selection of the areas and observations of their structures, 10 eggs were selected, prepared, metalized with gold and analyzed by SEM. The egg body was divided into three areas, with the counting of perforations in three cells of each area, aiming to minimize the fraction of errors of counting and measurement of structures. RESULTS: The median values for the eggs were 1.51 mm in length and 0.89 mm in width, body with exocory in the first third of the extension of the egg presenting polygonal cells, varying pentagonal and hexagonal. Body cells showed sparse perforations ranging from 21 to 35 holes in each cell. Lightly prominent opérculo formed by bulged polygonal cells. CONCLUSION: The analysis showed structural similarities between T. pintodiasi and Triatoma circummaculata, but the configuration of the first third of the exochorium is an important feature and can be the basis for further studies on these species. <![CDATA[Vetores virais para uso em terapia gênica]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200057&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A terapia gênica tem como princípio a transferência de material genético para dentro das células de um indivíduo, com o intuito de corrigir genes responsáveis por características patológicas e, assim, tratar doenças. Desse modo, a entrega eficiente e a expressão apropriada dos genes terapêuticos são requisitos fundamentais para a eficiência da terapia gênica. Diante disso, os vírus se apresentam como importantes sistemas para a transferência de genes, sendo utilizados como uma excelente estratégia para o tratamento de doenças monogênicas e não monogênicas. Os vetores virais baseados em retrovírus, adenovírus, vírus adenoassociados, herpesvírus e poxvírus têm sido estudados para o tratamento de doenças monogênicas, incluindo a doença granulomatosa crônica, a imunodeficiência combinada grave ligada ao X e a deficiência da enzima adenosina desaminase, assim como para as doenças não monogênicas como o câncer. A presente revisão objetiva explorar os aspectos mais relevantes do uso de vetores virais na terapia gênica. Embora sejam eficientes na entrega do material genético, os vetores virais apresentam risco de infecção, ativam a resposta imune do hospedeiro e podem apresentar um potencial oncogênico. Assim, para que a terapia gênica possa ser aplicada na rotina clínica, muitas pesquisas ainda são necessárias para o refinamento e aperfeiçoamento da técnica, incluindo o desenvolvimento dos vetores virais.<hr/>ABSTRACT The gene therapy is designed to introduce genetic material into an individual's cells in order to correct genes responsible for pathological features and thus to treat diseases. Thereby, the efficient delivery and the appropriate expression of therapeutic genes are fundamental requirements for the gene therapy efficiency. Accordingly, the viruses are important systems for genes transference and have been used as an excellent strategy in the treatment of monogenic and non-monogenic diseases. The viral vectors based on retroviruses, adenoviruses, adeno-associated viruses, herpesviruses and poxviruses have been studied for the treatment of monogenic diseases, including chronic granulomatous disease, X-linked severe combined immunodeficiency and adenosine deaminase deficiency, as well as non-monogenic diseases such as cancer. This study aims to explore the most relevant aspects of the use of viral vectors in gene therapy. Although they are effective in delivering genetic material, the viral vectors present risk of infection, activate host immune responses and may present oncogenic potential. Thus, for the gene therapy to be applied in the clinical routine, more studies are necessary to improve the technique, including the development of viral vectors. <![CDATA[Amélia Paes de Andrade Travassos da Rosa]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232018000200067&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO A terapia gênica tem como princípio a transferência de material genético para dentro das células de um indivíduo, com o intuito de corrigir genes responsáveis por características patológicas e, assim, tratar doenças. Desse modo, a entrega eficiente e a expressão apropriada dos genes terapêuticos são requisitos fundamentais para a eficiência da terapia gênica. Diante disso, os vírus se apresentam como importantes sistemas para a transferência de genes, sendo utilizados como uma excelente estratégia para o tratamento de doenças monogênicas e não monogênicas. Os vetores virais baseados em retrovírus, adenovírus, vírus adenoassociados, herpesvírus e poxvírus têm sido estudados para o tratamento de doenças monogênicas, incluindo a doença granulomatosa crônica, a imunodeficiência combinada grave ligada ao X e a deficiência da enzima adenosina desaminase, assim como para as doenças não monogênicas como o câncer. A presente revisão objetiva explorar os aspectos mais relevantes do uso de vetores virais na terapia gênica. Embora sejam eficientes na entrega do material genético, os vetores virais apresentam risco de infecção, ativam a resposta imune do hospedeiro e podem apresentar um potencial oncogênico. Assim, para que a terapia gênica possa ser aplicada na rotina clínica, muitas pesquisas ainda são necessárias para o refinamento e aperfeiçoamento da técnica, incluindo o desenvolvimento dos vetores virais.<hr/>ABSTRACT The gene therapy is designed to introduce genetic material into an individual's cells in order to correct genes responsible for pathological features and thus to treat diseases. Thereby, the efficient delivery and the appropriate expression of therapeutic genes are fundamental requirements for the gene therapy efficiency. Accordingly, the viruses are important systems for genes transference and have been used as an excellent strategy in the treatment of monogenic and non-monogenic diseases. The viral vectors based on retroviruses, adenoviruses, adeno-associated viruses, herpesviruses and poxviruses have been studied for the treatment of monogenic diseases, including chronic granulomatous disease, X-linked severe combined immunodeficiency and adenosine deaminase deficiency, as well as non-monogenic diseases such as cancer. This study aims to explore the most relevant aspects of the use of viral vectors in gene therapy. Although they are effective in delivering genetic material, the viral vectors present risk of infection, activate host immune responses and may present oncogenic potential. Thus, for the gene therapy to be applied in the clinical routine, more studies are necessary to improve the technique, including the development of viral vectors.