Scielo RSS <![CDATA[Revista Pan-Amazônica de Saúde]]> http://scielo.iec.gov.br/rss.php?pid=2176-622320190001&lang=pt vol. 10 num. lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://scielo.iec.gov.br/img/en/fbpelogp.gif http://scielo.iec.gov.br <![CDATA[Abrindo portas: uma revisão dos táxons de Protozoa e Insecta publicados, sob o financiamento da Welcome Trust, no Instituto Evandro Chagas, Belém, Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT Wellcome Trust and Instituto Evandro Chagas (IEC) joined research efforts during more than 40 years, and many publications have been made about the scientific contributions with the content of this partnership. The aim of the present historical article is to list the new species of Protozoa and Insecta that were named during the presence of Welcome Trust funding at IEC and to briefly mention how their discovery influenced future research and to show how they relate to present trends in the different areas. The result was a total of 119 new species named in conjunction with their hosts and authors, and five that were transferred (comb. nov.); Ralph Lainson authored/co-authored 108, Jeffrey Shaw 60 new species, 56 by Lainson and Shaw, and seven by other colleague authors. Most of the species were discovered in Brazil. The description of these new species has provided a clearer understanding of the taxonomic groups to which they belong and how some are transmitted to man with their resultant pathologies and treatments. And many scientific doors were opened showing the variety of protozoal parasites in Amazonian vertebrates.<hr/>RESUMO A Wellcome Trust e o Instituto Evandro Chagas (IEC) aliaram esforços pela pesquisa durante mais de 40 anos, e muitas publicações foram feitas sobre as contribuições científicas resultantes dessa parceria. O objetivo deste artigo histórico é listar as novas espécies de Protozoa e Insecta que foram nomeadas durante a presença do financiamento da Wellcome Trust no IEC, e mencionar resumidamente como a descoberta das mesmas influenciou futuras pesquisas e mostrar como se relacionam com as atuais tendências nas diferentes áreas. O resultado foram 119 novas espécies nomeadas juntamente com seus autores e hospedeiros e cinco que foram transferidas (comb. nov.); Ralph Lainson foi autor/coautor de 108, Jeffrey Shaw, de 60, Lainson e Shaw, de 56, e outros autores colegas, de sete. A maioria das espécies foram descobertas no Brasil. A descrição dessas novas espécies proporcionou uma compreensão mais clara dos grupos taxonômicos aos quais elas pertencem e como algumas são transmitidas ao homem com suas patologias e tratamentos resultantes. E muitas portas científicas foram abertas, mostrando a variedade de parasitas protozoários nos vertebrados da Amazônia. <![CDATA[Pesquisa entomológica das espécies de triatomíneos encontradas na zona rural do município de Caruaru, estado de Pernambuco, Brasil, de 2011 a 2012]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Descrever a presença de triatomíneos na área rural do município de Caruaru, estado de Pernambuco, Brasil, durante os anos de 2011 e 2012, apontando áreas de risco para a doença de Chagas, com base nos registros das principais espécies de triatomíneos. MATERIAIS E MÉTODOS: Os dados sobre os triatomíneos, obtidos no banco de dados do Departamento de Controle de Vetores de Caruaru, foram: número de residências, presença de anexos nas casas, número de habitantes, tipo de moradia, presença de exemplares de triatomíneos, espécies identificadas e localização das moradias. RESULTADOS: Do total de 888 casas estudadas, 85,4% (758) eram construções de alvenaria com reboco, todas cobertas com teto de telhas, a maioria (34,1%; 303) tinha apenas um anexo e eram habitadas por 2.236 pessoas. Nas 75 (8,4%) casas onde foram encontrados triatomíneos (41 com anexos e 34 sem anexos), distribuídas em 32 localidades da zona rural de Caruaru, havia 211 (9,4%) habitantes. As espécies mais comuns encontradas nas residências foram Triatoma brasiliensis (26,8%), Panstrongylus lutzi (26,8%) e Triatoma pseudomaculata (12,2%). CONCLUSÃO: A alteração na distribuição das espécies, na área de estudo, demonstrou a adaptabilidade desses vetores à ação antrópica, reforçando a necessidade da elaboração de políticas educativas e do monitoramento constante nas áreas afetadas, visando à interrupção do ciclo de transmissão do Trypanosoma cruzi.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To describe the occurrence of triatomines in the rural area of Caruaru City, Pernambuco State, Brazil, from 2011 to 2012, indicating areas of risk for Chagas disease, based on the records of the main triatomine species. MATERIALS AND METHODS: Data about triatomines obtained from Caruaru Vector Control Department database were: number of residences, houses with annexes, number of inhabitants, type of house, occurrence of triatomines, identified species, and location of houses. RESULTS: Of the total of 888 houses analyzed, 85.4% (758) were plastered masonry constructions all covered with roof tiles, most of them (34.1%, 303) with only one annex and inhabited by 2,236 people. In the 75 (8.4%) houses where triatomines were found (41 with annexes and 34 without annexes), distributed in 32 localities of the rural area of Caruaru, there were 211 (9.4%) inhabitants. The most common species found in the residences were Triatoma brasiliensis (26.8%), Panstrongylus lutzi (26.8%), and Triatoma pseudomaculata (12.2%). CONCLUSION: The alteration in the distribution of the species, in the study area, demonstrated the adaptability of these vectors to anthropic action, reinforcing the necessity of educational policies and constant monitoring of the affected areas, aiming to interrupt the transmission cycle of Trypanosoma cruzi. <![CDATA[Prevalência de larvas migrans em solos de parques públicos da cidade de Redenção, estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Analisar a prevalência de larva migrans visceral (LMV) e larva migrans cutânea (LMC) em solos de parques públicos da cidade de Redenção, estado do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram examinados os solos de cinco parques da cidade, localizados do centro até a periferia. Foram colhidos 60 g de solo em cinco diferentes pontos de cada parque, totalizando 25 amostras. Para o processamento desse material, utilizaram-se as técnicas de sedimentação espontânea e de centrífugo-flutuação. RESULTADOS: Do total de amostras dos cinco parques, 80,0% foram positivas para a presença de formas parasitárias, sendo 72,1% identificadas como LMC e 27,9% como LMV. Além disso, observou-se uma predominância de larvas filarioides de ancilostomídeos (58,8%) em relação ao restante das larvas identificadas. CONCLUSÃO: A prevalência desses parasitos nos parques públicos enfatiza a importância da adoção de medidas profiláticas, pois os mesmos podem atuar como fonte de infecção no ambiente, comprometendo a saúde humana.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To analyze the prevalence of visceral larva migrans (VLM) and cutaneous larva migrans (CLM) in soils of city parks in Redenção, Pará State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: The soils of five city parks, located from center to periphery of the city, were examined. A total of 60 g of soil were collected at five different points in each park, resulting in 25 samples. Spontaneous sedimentation and centrifugal flotation methods were used for material analysis. RESULTS: Of the total samples of the five parks, 80.0% were positive for the presence of parasitic forms, 72.1% were identified as CLM, and 27.9% as VLM. A predominance of filariform larvae of Ancylostoma hookworms (58.8%) was observed in relation to the rest of the larvae identified. CONCLUSION: The prevalence of these parasites in city parks emphasizes the importance of adopting prophylactic measures, since they can be a source of infection in environment, compromising human health. <![CDATA[Consumo de antimicrobianos e o impacto na resistência bacteriana em um hospital público do estado do Pará, Brasil, de 2012 a 2016]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Avaliar o perfil de consumo de antimicrobianos e o seu impacto na resistência bacteriana em um hospital universitário do estado do Pará, Região Norte do Brasil, entre 2012 e 2016. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram selecionadas 279 hemoculturas de pacientes adultos, de ambos os sexos, internados em enfermarias e no Centro de Terapia Intensiva (CTI), para posterior análise dos resultados de culturas de espécimes clínicos. RESULTADOS: As infecções primárias de corrente sanguínea representaram 60,2% do total. Os bacilos Gram-negativos (BGN) foram os microrganismos mais frequentes (51,3%), dos quais os fermentadores mostraram-se resistentes a ceftazidima (83,0%) e a cefepima (76,1%). A resistência do Staphylococcus aureus a clindamicina e a oxacilina atingiu 57,4% e 48,9%, respectivamente. Houve redução, estatisticamente significativa, do consumo global de piperacilina + tazobactam e de vancomicina. No CTI, observou-se a redução do consumo de ceftriaxona, oxacilina, piperacilina + tazobactam e vancomicina e o aumento do consumo de amicacina e meropeném (todos estatisticamente significativos). Os BGN fermentadores e o S. aureus apresentaram correlação positiva e não linear entre o aumento do percentual de resistência e o consumo de cefepima e oxacilina, respectivamente. CONCLUSÃO: O consumo de antimicrobianos e o impacto na resistência bacteriana variaram durante o período analisado, destacando-se a correlação positiva e não linear entre o aumento do consumo de cefepima e oxacilina e o recrudescimento das cepas de BGN fermentadores e S. aureus resistentes, respectivamente.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the profile of antibiotic consumption and its impact on bacterial resistance in a university hospital in Pará State, Northern Brazil, from 2012 to 2016. MATERIALS AND METHODS: A total of 279 blood cultures from adult patients, both sexes, admitted to wards and Intensive Care Unit (ICU), were selected for further analysis of clinical specimen culture results. RESULTS: Primary bloodstream infections accounted for 60.2% of the total. Gram-negative bacilli (GNB) were the most frequent microorganisms (51.3%), of which the fermenters were resistant to ceftazidime (83.0%) and cefepime (76.1%). Staphylococcus aureus resistance to clindamycin and oxacillin reached 57.4% and 48.9%, respectively. There was a statistically significant reduction in overall consumption of piperacillin + tazobactam and vancomycin. In ICU, there was reduction in ceftriaxone, oxacillin, piperacillin + tazobactam and vancomycin consumption and increase in amikacin and meropenem consumption (all statistically significant). Fermentative GNB and S. aureus showed a positive and nonlinear correlation between the increase of resistance rates and cefepime and oxacillin consumption, respectively. CONCLUSION: Antimicrobial consumption and its impact on bacterial resistance varied over the study period, highlighting the positive and nonlinear correlation between increased cefepime and oxacillin consumption and the recrudescence of fermenting BGN strains and resistant S. aureus strains, respectively. <![CDATA[Atividade antimicrobiana de fungos liquenizados ocorrentes no campus Belém da Universidade Federal do Pará, estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Avaliar a atividade antimicrobiana de extratos obtidos a partir de fungos liquenizados ocorrentes no campus Belém da Universidade Federal do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Amostras liquênicas de Leptogium sp. e Parmotrema sp. foram submetidas à extração orgânica por esgotamento a frio, seguindo a série eluotrópica clorofórmio e acetona. Os extratos obtidos foram testados frente a cepas de bactérias Gram-positivas, Gram-negativas e álcool-ácido resistentes, fungos filamentosos e leveduras, empregando-se o método de disco difusão em ágar. Discos de papel foram impregnados com 20 µL de cada extrato na concentração de 4 mg/mL e depositados sobre o meio previamente inoculado com os microrganismos teste. Os resultados foram avaliados pelo diâmetro dos halos de inibição em torno dos discos. Em seguida, os extratos foram submetidos à cromatografia ascendente em camada delgada e a ensaios bioautográficos para detecção dos princípios ativos. RESULTADOS: Houve maior potencial antimicrobiano dos extratos de Parmotrema sp. com halos de inibição que variaram de 8 a 12 mm para bactérias e de 8 a 21 mm para fungos. As bactérias Escherichia coli, Klebsiella pneumoniae e Mycobacterium phlei apresentaram maior sensibilidade, pois foram inibidas pelas duas espécies liquênicas. Em relação aos fungos, os mais sensíveis foram Trichophyton tonsurans, Microsporum gypseum e Epidermophyton floccosum. CONCLUSÃO: Este trabalho ampliou o conhecimento sobre fungos liquenizados da Região Amazônica e possibilitou a obtenção de substâncias antimicrobianas viáveis para a inibição do crescimento de bactérias e fungos de importância médica.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the antimicrobial activity of extracts obtained from lichenized fungi occurring in Belém campus of Universidade Federal do Pará, Brazil. MATERIALS AND METHODS: Lichenic samples of Leptogium sp. and Parmotrema sp. were submitted to organic extraction by cold exhaustion, following the eluotropic series chloroform and acetone. The extracts obtained were tested against strains of Gram-positive, Gram-negative and acid-resistant bacteria, filamentous fungi, and yeast using the disk diffusion method in agar. Paper discs were impregnated with 20 µL of each extract at a concentration of 4 mg/mL and placed on the medium previously inoculated with the test microorganisms. The results were evaluated by the diameter of the inhibition halos around the discs. Then, the extracts were submitted to thin layer ascending chromatography and bioautographic assays to detect the active ingredients. RESULTS: There was a higher antimicrobial potential of Parmotrema sp. with inhibition halos ranging from 8 to 12 mm for bacteria and from 8 to 21 mm for fungi. The bacteria Escherichia coli, Klebsiella pneumonia, and Mycobacterium phlei showed higher sensitivity, as they were inhibited by both lichen species. The most sensitive fungi were Trichophyton tonsurans, Microsporum gypseum, and Epidermophyton floccosum. CONCLUSION: This study expanded the knowledge about lichenized fungi of the Amazon Region and proved to be feasible to obtain antimicrobial substances capable of inhibiting the growth of bacteria and fungi of medical importance. <![CDATA[Resistência a antimicrobianos de enterobactérias isoladas de águas destinadas ao abastecimento público na região centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVOS: Isolar e identificar enterobactérias resistentes a antimicrobianos de águas para consumo humano na região centro-oeste do estado de São Paulo, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram analisadas 3.726 amostras de águas de 62 municípios dessa região, provenientes do sistema público de abastecimento e de poços como soluções alternativas coletivas. As amostras positivas para coliformes totais e/ou Escherichia coli foram semeadas em Ágar MacConkey, para isolamento e identificação. Avaliaram-se as enterobactérias isoladas para detecção de resistência a antimicrobianos e produção de β-lactamase de espectro expandido. RESULTADOS: Das 67 amostras de águas de 29 municípios com crescimento de enterobactérias foram resistentes: 21 (31,34%) a pelo menos um antimicrobiano, sete (10,43%) a duas classes de antimicrobianos, três (4,47%) a três classes e uma (1,49%) a quatro classes. A droga que apresentou o maior número de amostras bacterianas resistentes foi a cefoxitina (12), seguida por cefalotina (oito), cefotaxima (cinco), ticarcilina + clavulanato (quatro), aztreonam (quatro), ácido nalidíxico (três) e ampicilina + sulbactam (três). As cefalosporinas de segunda geração apresentaram o maior número de amostras bacterianas resistentes (12; 32,43%), seguido pelas penicilinas (10; 14,92%) e cefalosporinas de primeira geração (8; 25,81%). Três (4,47%) amostras foram resistentes a três classes de antimicrobianos e uma (1,49%), a quatro classes. CONCLUSÃO: As águas para consumo podem ser fonte de disseminação de bactérias Gram-negativas resistentes e multirresistentes, caracterizando um problema de saúde pública e sendo importante o tratamento adequado das águas e o monitoramento dos sistemas de abastecimento público, para a detecção de bactérias resistentes a antimicrobianos.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVES: To isolate and identify antimicrobial-resistant enterobacteria from drinking water in the Midwest region of São Paulo State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: A total of 3,726 water samples from public supply system and collective wells from 62 municipalities were analyzed. Positive samples for total coliforms and/or Escherichia coli were seeded on MacConkey Agar for isolation and identification. Isolated enterobacteria were evaluated for antimicrobial resistance detection and expanded spectrum β-lactamase production. RESULTS: From a total of 67 water samples from 29 municipalities with growth of enterobacteria, 21 (31.34%) were resistant to at least one antimicrobial, seven (10.43%) to two classes of antimicrobials, three (4.47%) to three classes, and one (1.49%) to four classes. The drug with the highest number of resistant bacterial samples was cefoxitin (12), followed by cephalothin (eight), cefotaxime (five), ticarcillin + clavulanate (four), aztreonam (four), nalidixic acid (three), and ampicillin + sulbactam (three). Second generation cephalosporins showed the largest number of resistant bacterial samples (12; 32.43%), followed by penicillins (10; 14.92%), and first generation cephalosporins (8; 25.81%). Three (4.47%) samples were resistant to three classes of antimicrobials and one (1.49%) to four classes. CONCLUSION: Drinking water can be a source of spread of resistant and multiresistant Gram-negative bacteria, characterizing a public health problem. Proper water treatment and monitoring of public water supply systems are important to detect antimicrobial resistant bacteria. <![CDATA[Hanseníase em metrópole da Amazônia brasileira: cobertura de atenção básica à saúde e sua relação com o perfil clínico e a distribuição espaço-temporal da doença em Belém, estado do Pará, Brasil, de 2006 a 2015]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Analisar a distribuição espaço-temporal da hanseníase e a cobertura dos serviços de atenção básica no município de Belém, estado do Pará, Brasil, de 2006 a 2015. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo ecológico, com análise de dados dos Sistemas de Informação de Agravos Notificáveis e de Atenção Básica do Ministério da Saúde. Foram incluídos 3.921 registros de casos novos. Investigaram-se dados clínico-epidemiológicos, incluindo a distribuição espacial da taxa de detecção da doença. Os dados foram tabulados no Microsoft Excel®, os testes estatísticos elaborados no BioEstat e no SPSS, e os mapas gerados no Qgis. RESULTADOS: Os doentes de hanseníase eram, em geral, do gênero masculino (58,07%), de 20 a 59 anos de idade (67,66%) e com formação escolar inferior a quatro anos de estudo (43,82%). A maioria era portadora de hanseníase multibacilar (62,69%), com predomínio da forma clínica dimorfa (borderline) (39,56%). A tendência da detecção geral foi regressiva frente ao aumento da cobertura de Unidades Básicas de Saúde (UBS). A associação com algum grau de incapacidade física foi significante para idade, escolaridade, contatos, lesões e classificação operacional (p &lt; 0,0001). Áreas hiperendêmicas corresponderam a 37% das unidades de análise. A análise da autocorrelação espacial local identificou aglomerados em quatro bairros da cidade. CONCLUSÃO: Os achados indicaram áreas hiperendêmicas prioritárias às ações de prevenção e controle, bem como a necessidade de aumento da cobertura dos serviços da Estratégia Saúde da Família e melhor distribuição geográfica das UBS, de modo a facilitar o acesso às medidas de prevenção e controle da doença.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To analyze the spatiotemporal distribution of leprosy and the primary care services coverage in Belém, Pará State, Brazil, from 2006 to 2015. MATERIALS AND METHODS: A ecological study was conducted with data analysis from Information System on Diseases of Compulsory Declaration (Sinan) and Primary Care Disorders System of Brazilian Ministry of Health. A total of 3,921 new case records were included. Clinical-epidemiological data including the spatial distribution of the disease detection rate were investigated. Microsoft Excel® was used for data tabulation, BioEstat and SPSS for statistical tests, and Qgis for maps generation. RESULTS: Leprosy patients were generally male (58.07%), 20 to 59 years old (67.66%), and with less than four years of schooling (43.82%). Most of them had multibacillary leprosy (62.69%), with predominance of the borderline clinical form (39.56%). The trend of general detection was regressive due to the increase in coverage of Basic Health Units (BHU). The association with some degree of physical disability was significant for age, education, contacts, injuries and operational classification (p &lt; 0.0001). Hyperendemic areas corresponded to 37% of the units of analysis. The analysis of local spatial autocorrelation identified clusters in four neighborhoods of Belém. CONCLUSION: The findings indicated priority hyperendemic areas for prevention and control actions, as well as the need to increase the coverage of Family Health Strategy services and better geographical distribution of BHUs, in order to facilitate access to prevention and control measures for the disease. <![CDATA[Flebotomíneos (Psychodidae: Phlebotominae) de área endêmica para leishmaniose cutânea e visceral no nordeste do estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO INTRODUÇÃO: Em Tomé-Açu, estado do Pará, Brasil, onde as leishmanioses cutânea e visceral são endêmicas, não há estudos sobre a fauna de flebotomíneos, sendo importante compreender o efeito das alterações ambientais no ciclo dessas doenças. OBJETIVO: Realizar um inquérito entomológico no intra e extradomicílio de residências de duas áreas rurais de Tomé-Açu com casos de leishmanioses notificados. MATERIAIS E MÉTODOS: Capturas entomológicas foram realizadas durante os meses de setembro e outubro de 2014 (seca) e de março de 2015 (chuvoso), em casas de duas áreas rurais do município, Ubim e Vila Socorro, utilizando armadilhas luminosas tipo CDC. RESULTADOS: Um total de 1.129 flebotomíneos foi capturado. Os espécimes foram agrupados em 12 gêneros e 35 espécies, com predomínio de Lutzomyia longipalpis (35,0%; 395), principal vetor de Leishmania (Leishmania) infantum. Embora menos frequentes, outras espécies importantes na transmissão das leishmanias causadoras da leishmaniose cutânea também foram capturadas, tais como Bichromomyia flaviscutellata, Nyssomyia antunesi, Psychodopygus davisi, Psychodopygus carrerai, Lutzomyia gomezi e Nyssomyia whitmani. A quantidade de flebotomíneos foi maior durante o período chuvoso. Nos galinheiros, foi detectado um maior número de espécies, o que pode indicar uma associação entre os insetos e as aves domésticas. Lu. longipalpis foi abundante em ambas as estações. CONCLUSÃO: A presença de galinheiros no peridomicílio e a falta de barreiras físicas nas residências são fatores que podem favorecer a transmissão de Leishmania spp. na localidade. Os resultados deste estudo podem servir como linha de base para a orientação das ações de vigilância entomológica e controle vetorial em Tomé-Açu.<hr/>ABSTRACT INTRODUCTION: In Tomé-Açu, Pará State, Brazil, where cutaneous and visceral leishmaniasis are endemic, there are no studies on sandfly fauna, and therefore it is important to understand the effect of environmental changes on the cycle of these diseases. OBJECTIVE: To conduct an entomological survey inside and outside houses in two rural areas of Tomé-Açu with reported cases of leishmaniasis. MATERIALS AND METHODS: Entomological captures were performed during September and October 2014 (dry season) and March 2015 (rainy season), in houses of two rural areas of Tomé-Açu, Ubim and Vila Socorro, using CDC light traps. RESULTS: A total of 1,129 sandflies were captured. The specimens were grouped into 12 genera and 35 species, with predominance of Lutzomyia longipalpis (35.0%; 395), the main vector of Leishmania (Leishmania) infantum. Although less frequent, other important species in Leishmania transmission causing cutaneous leishmaniasis were also captured, such as Bichromomyia flaviscutellata, Nyssomyia antunesi, Psychodopygus davisi, Psychodopygus carrerai, Lutzomyia gomezi, and Nyssomyia whitmani. The number of sand flies was higher during the rainy season. In chicken coops, a larger number of species was detected, which may indicate an association between insects and poultry. Lu. longipalpis was abundant in both seasons. CONCLUSION: The presence of chicken coops outside the houses and the lack of physical barriers may favor Leishmania spp. transmission in the locality. The results of this study can guide entomological surveillance and vector control actions in Tomé-Açu. <![CDATA[Análises cromossômicas no aconselhamento genético de pacientes com alterações no desenvolvimento e congênitas em Belém, estado do Pará, Brasil: um estudo retrospectivo de 17 anos]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVE: To present a retrospective study covering 17 years of referral of patients to a public clinical cytogenetic service in Belém, Pará State, located in the Brazilian Amazon. MATERIALS AND METHODS: This study was based on a retrospective survey conducted from 1997 to 2014, considering registered chromosome G-banding results and relating them to information collected during patient evaluation. RESULTS: From a total of 1,580 patients, 730 (46.2%) had chromosomal abnormalities, of which 637 (87.3%) showed numerical alterations. Abnormalities involving autosomal chromosomes were more frequent, 524/730 (71.8%), while alterations in sex chromosomes comprised 28.2% (206). Down's syndrome was the most frequent, 424 (58.1%) of cases, followed by 175 (24.0%) cases of Turner's syndrome, and 25 (3.4%) of Klinefelter's syndrome. Patients with sex chromosome abnormalities were referred at a more advanced age when compared with those having autosomal chromosome abnormalities, with peaks around 11-15 years old (30.1% of cases) and 0-6 months old (40.5%), respectively. CONCLUSION: These findings are very similar to other studies and draw attention to public measures to improve both the quality with regard to diagnosis and the subsequent care of the patient.<hr/>RESUMO OBJETIVO: Apresentar um estudo retrospectivo, abrangendo 17 anos de encaminhamento de pacientes a um serviço público de citogenética clínica em Belém, estado do Pará, localizado na Amazônia brasileira. MATERIAIS E MÉTODOS: Este estudo foi baseado em uma pesquisa retrospectiva realizada de 1997 a 2014, considerando os resultados registrados de bandas G do cromossomo e relacionando-os às informações coletadas durante a avaliação do paciente. RESULTADOS: Do total de 1.580 pacientes, 730 (46,2%) apresentaram alterações cromossômicas, dos quais 637 (87,3%) eram alterações numéricas. Anormalidades envolvendo cromossomos autossômicos foram mais frequentes, 524/730 (71,8%), enquanto alterações nos cromossomos sexuais corresponderam a 28,2% (206). A síndrome de Down foi a mais frequente, 424 (58,1%) dos casos, seguida por 175 (24,0%) casos de síndrome de Turner e 25 (3,4%) de síndrome de Klinefelter. Pacientes com anomalias cromossômicas sexuais foram encaminhados com idade mais avançada quando comparados àqueles com anomalias cromossômicas autossômicas, com picos entre 11 e 15 anos (30,1% dos casos) e 0 a 6 meses de idade (40,5%), respectivamente. CONCLUSÃO: Esses achados são semelhantes a outros estudos e chamam a atenção para a necessidade de políticas públicas que visem a melhorar tanto a qualidade quanto o diagnóstico e os cuidados subsequentes ao paciente. <![CDATA[Reavaliação laboratorial da infecção pelo vírus da hepatite C em dialisados atendidos na década de 1990, em Belém, estado do Pará, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Descrever aspectos do diagnóstico laboratorial sorológico e molecular da infecção pelo vírus da hepatite C (HCV - do inglês hepatitis C virus), em pacientes submetidos a tratamento em uma clínica de diálise de Belém, estado do Pará, Brasil, no período de 1990 a 1993. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo retrospectivo para reavaliação de amostras de soro de pacientes dialisados, utilizando testes sorológicos para a detecção do HCV (anti-HCV e Ag-Ab HCV) e HCV-RNA, por meio de técnica molecular de RT-PCR. RESULTADOS: Foram incluídos 115 pacientes dialisados com amostras de soro coletadas no período do estudo. A análise dessas amostras mostrou prevalência de 16,5% de anti-HCV reagente, entre as quais 4,3% apresentaram indicador de replicação viral ativa (HCV-RNA reagente). Detectou-se taxa de soroconversão em 55,2% dos pacientes no período analisado. O grupo anti-HCV, Ag-Ab HCV e HCV-RNA reagente foi o mais prevalente (41,7%). Em relação às amostras anti-HCV não reagentes, verificou-se replicação viral com HCV-RNA reagente em 22,7%. Foram detectados os genótipos 1 e 3. O genótipo 1 foi prevalente em 73,0% das amostras. CONCLUSÃO: Quando se introduziu a triagem laboratorial para HCV (anti-HCV) na clínica de diálise, foi possível observar: alta prevalência de infecção pelo HCV entre os pacientes em tratamento; altos índices de soroconversão; equiparação entre resultados sorológicos, utilizando os métodos de ELISA de segunda e de terceira geração; presença de replicação viral entre os pacientes anti-HCV não reagentes; e maior prevalência do genótipo 1 do HCV.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To describe aspects of laboratory serological and molecular diagnosis of hepatitis C virus (HCV) infection in patients undergoing treatment at a dialysis clinic in Belém, Pará State, Brazil, from 1990 to 1993. MATERIALS AND METHODS: Retrospective study for reassessment of serum samples from dialysed patients using serological tests for the detection of HCV (anti-HCV and Ag-Ab HCV) and HCV-RNA by molecular RT-PCR. RESULTS: A total of 115 dialysed patients with serum samples collected during the study period were included. Analysis of these samples showed a 16.5% prevalence of anti-HCV reagent, among which 4.3% showed an indicator of active viral replication (HCV-RNA reagent). Seroconversion rate was detected in 55.2% of patients in the analyzed period. The anti-HCV group, Ag-Ab HCV and HCV-RNA reagent were the most prevalent (41.7%). For non-reactive anti-HCV samples, viral replication with HCV-RNA reagent was 22.7%. Genotypes 1 and 3 were detected. Genotype 1 was prevalent in 73.0% of the samples. CONCLUSION: When laboratory screening for HCV (anti-HCV) was introduced in the dialysis clinic, it was possible to observe: high prevalence of HCV infection among patients under treatment; high rates of seroconversion; equation between serological results using second and third generation ELISA methods; presence of viral replication among nonreactive anti-HCV patients; and higher prevalence of HCV genotype 1. <![CDATA[Presença de clones de hemoglobinúria paroxística noturna em portadores de leucemia aguda do estado do Pará, Amazônia, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Evidenciar a melhor estratégia de escolha de anticorpos para caracterizar a presença de clones de hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) em pacientes submetidos à investigação diagnóstica de leucemias agudas ou em acompanhamento terapêutico. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram analisadas 41 amostras de sangue periférico e medula óssea de pacientes portadores de leucemia aguda submetidos à investigação diagnóstica ou em acompanhamento terapêutico de dois hospitais oncológicos e públicos de Belém, de fevereiro a julho de 2015. RESULTADOS: Do total de amostras, 58,5% eram do gênero masculino, 41,5% estavam na faixa etária de 0-10 anos, 56,1% estavam em investigação diagnóstica e 43,9% em acompanhamento terapêutico. Dos casos em diagnóstico, 43,5% (10/23) eram de leucemia linfoblástica aguda de células B comum e 26,1% (6/23) de leucemia mieloide aguda. A presença de clones de HPN foi verificada em 9,8% (4/41) do total investigado, sendo 3/4 observados na investigação diagnóstica e 1/4 em paciente em acompanhamento terapêutico, sem recaída. A combinação dos anticorpos FLAER/CD59PE/CD45Per-Cy5 em blastos e linfócitos, FLAER/CD15PE/CD45Per-Cy5/CD24APC em granulócitos e FLAER/CD14PE/CD45Per-Cy5/CD64APC em monócitos mostrou-se como a melhor estratégia para caracterizar a presença de clones de HPN nesses pacientes, independente do tipo de amostra. CONCLUSÃO: A presença de clones de HPN em portadores de leucemias agudas não dependeu da ontogenia celular ou do estágio do paciente (diagnóstico ou acompanhamento terapêutico). A melhor estratégia de anticorpos para a identificação de clones HPN em blastos leucêmicos, independente da sua ontogenia, foi por meio da combinação de FLAER com CD45.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To highlight the best antibody selection strategy to characterize the presence of paroxysmal nocturnal hemoglobinuria (PNH) clones in patients undergoing diagnostic investigation of acute leukemia or in therapeutic follow-up. MATERIALS AND METHODS: Forty-one peripheral blood and bone marrow samples from patients with acute leukemia who underwent diagnostic investigation or therapeutic follow-up at two oncological and public hospitals in Belém, Pará State, Brazil, from February to July 2015, were analyzed. RESULTS: A total of 58.5% were male, 41.5% were 0-10 years old, 56.1% were under diagnostic investigation, and 43.9% were under therapeutic follow-up. Among cases under diagnostic investigation, 43.5% (10/23) were B-cell acute lymphoblastic leukemia and 26.1% (6/23) acute myeloid leukemia. The presence of PNH clones was observed in 9.8% (4/41) of cases, being 3/4 under diagnostic investigation and 1/4 under therapeutic follow-up, without relapse. The combination of FLAER/CD59PE/CD45Per-Cy5 antibodies in blasts and lymphocytes, FLAER/CD15PE/CD45Per-Cy5/CD24APC in granulocytes, and FLAER/CD14PE/CD45Per-Cy5/CD64APC in monocytes proved to be the best strategy to characterize the presence of PNH clones in these patients, regardless of sample type. CONCLUSION: The presence of PNH clones in patients with acute leukemia did not depend on cell ontogeny or patient stage (diagnosis or therapeutic follow-up). The best antibody strategy for the identification of PNH clones in leukemic blasts, regardless of their ontogeny, was by combining FLAER with CD45. <![CDATA[Efeitos da escolaridade das mães e dos mecanismos intervenientes no déficit de crescimento de crianças de áreas rurais e urbanas: evidências do Paquistão]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt ABSTRACT OBJECTIVES: Estimate the impact of mother schooling on rural-urban child chronic malnutrition from Pakistan. MATERIALS AND METHODS: The data on all education based pathways, such as socio-demographic and behavioral, were taken from Pakistan Demographic and Health Survey 2012-13 dataset. The data on all infants aged 0-59 months, whose height and weight were measured at the survey time, were selected for empirical analysis. Analyses with binary logistic regression model were used to determine the effect of mother formal schooling on rural-urban infant stunting after controlling for other factors deeply linked to her schooling. RESULTS: Empirical results showed that urban mothers having primary and secondary/higher education have less likelihood of stunting for their infants than rural mothers relative to illiterate mothers, implying that illiterate mothers have more stunted kids. Male household head and poor economic rank have more likelihood of stunting in both locations, relative to female household head and rich households. Among explanatory variables, maternal schooling, health seeking attitude, socioeconomic rank, empowerment, and child weight are highly significant predictors of stunting in rural-urban Pakistan. Despite of earlier significant outcomes, targeted interventions are important aiming at mothers having no education. CONCLUSION: Female education, along with various other pathways (her socioeconomic, empowerment and heal seeking thought), has reduced chronic malnutrition and has been a guarantee of better living standard, still targeted interventions are important aiming at mothers having no education by specifying a big share of federal and regional budget on female education.<hr/>RESUMO OBJETIVOS: Estimar o impacto da escolaridade das mães na desnutrição crônica de crianças de áreas rurais e urbanas do Paquistão. MATERIAIS E MÉTODOS: Dados relacionados à educação materna, como sociodemográficos e comportamentais, foram extraídos da Pesquisa Demográfica e de Saúde do Paquistão 2012-13. Dados sobre crianças de 0 a 59 meses de idade, cuja altura e peso foram medidos durante a pesquisa, foram selecionados para análise empírica. Análises com o modelo de regressão logística binária foram usadas para determinar o efeito da escolarização da mãe sobre o déficit de crescimento de crianças, após o controle de outros fatores ligados à sua escolaridade. RESULTADOS: Os resultados empíricos mostraram que as mães urbanas com ensino fundamental e médio/superior têm menor probabilidade de terem filhos com déficit de crescimento do que as mães rurais em relação às mães analfabetas; as mães analfabetas têm maior probabilidade de terem filhos com déficit de crescimento. Homens chefes de família e baixa renda familiar têm maior relação com o déficit de crescimento em ambos os locais. Entre as variáveis explicativas, escolaridade materna, atitude em busca da saúde, nível socioeconômico, empoderamento e peso da criança são preditores significativos de déficit de crescimento em áreas urbanas e rurais do Paquistão. CONCLUSÃO: A educação feminina, juntamente com outras variáveis (nível socioeconômico, empoderamento e busca por atendimento de saúde), tem reduzido a desnutrição crônica e sido uma garantia de um melhor padrão de vida; ainda assim, intervenções direcionadas são importantes para mães com baixo nível educacional, demandando investimentos na educação feminina. <![CDATA[Medicar e não intoxicar: ocorrências agudas por anti-histamínico em crianças]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Analisar as intoxicações por ciproeptadina, no período de 2007 a 2015, em crianças de 1 a 12 anos de idade, registradas no banco de dados do Centro de Informações Toxicológicas de Belém, estado do Pará, Brasil. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo descritivo e retrospectivo dos casos de intoxicação em crianças, oriundos do Centro de Informações Toxicológicas de Belém. Foram consideradas todas as intoxicações com formulações contendo a ciproeptadina associada a vitaminas, registradas de 2007 a 2015, ponderando as variáveis: sexo, idade, mês, anos, zona, tempo decorrido da exposição, sinais, sintomas e evolução dos casos. Foram utilizados os softwares Epi InfoTM v6.6 e Microsoft Excel Starter 2010 para a análise dos dados. RESULTADOS: Dos 1.719 casos de intoxicações por medicamentos, 60 (3,5%) foram causados pela ciproeptadina na faixa etária do estudo. O sexo masculino foi o mais acometido (75,0%), na faixa etária de 1 a 4 anos (80,0%). Os casos aconteceram majoritariamente na zona urbana (96,7%), com o tempo entre o acidente e o atendimento de 1 a 5 h (38,3%). Os sintomas mais frequentes foram agitação, sonolência e confusão mental. CONCLUSÃO: As circunstâncias dos casos foram principalmente por ingestão acidental de quantidade acima da recomendada, que evoluíram, em sua maioria, para a cura. Estes dados servem para alertar os profissionais de saúde sobre o uso de estimulantes de apetite, tal como a ciproeptadina.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To analyze cases of cyproeptadine poisoning, from 2007 to 2015, in children between 1 to 12 years old, registered in the Centro de Informações Toxicológicas database in Belém, Pará State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: Descriptive and retrospective study of poisoning cases in children from the Centro de Informações Toxicológicas of Belém. All poisonings caused by formulas containing vitamin-associated cyproheptadine from 2007 to 2015 were considered. The following variables were analyzed: gender, age, month, years, zone, time elapsed from exposure, signs, symptoms, and evolution of the cases. Epi InfoTM v6.6 and Microsoft Excel Starter 2010 were used for data analysis. RESULTS: Of the 1,719 cases of drug poisoning, 60 (3.5%) were caused by cyproheptadine in the study age group. The male gender was the most affected (75.0%) and the age group of 1 to 4 years old (80.0%). The cases occurred mostly in the urban area (96.7%), with the time between the accident and the attendance of 1 to 5 h (38.3%). The most frequent symptoms were agitation, drowsiness, and mental confusion. CONCLUSION: The circumstances of the cases were mainly due to accidental ingestion of more than the recommended amount, which mostly evolved to cure. These data serve to alert healthcare professionals about the use of appetite stimulants such as cyproheptadine. <![CDATA[Desempenho do Pediatric Risk of Mortality (PRISM) e Pediatric Index of Mortality 2 (PIM2) em unidade de terapia intensiva pediátrica terciária na Amazônia brasileira]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Avaliar o desempenho dos escores de mortalidade Pediatric Risk of Mortality (PRISM) e Pediatric Index of Mortality 2 (PIM2) na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) Terciária da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMPA). MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo de coorte retrospectivo, incluindo pacientes admitidos na UTIP, entre janeiro de 2017 a abril de 2018, com permanência por mais de 8 h. Os critérios de exclusão foram: permanência superior a 90 dias; parada cardiorrespiratória sem estabilidade em 12 h; cuidados paliativos; e morte encefálica. Para calcular os sistemas de escores e desfecho, utilizou-se as variáveis Standardized Mortality Rate (SMR), calibração e discriminação, que foram comparadas pelos testes goodness-of-fit e curvas Receiver Operating Characteristic (ROC), respectivamente. RESULTADOS: Entre as 458 internações, 429 (93,7%) foram incluídas. A mortalidade geral foi de 17,5%, sendo que 64,0% eram menores de 2 anos de idade e 58,7% dos que evoluíram a óbito foram submetidos à ventilação mecânica por período maior que sete dias. A média de probabilidade de morte estimada do PRISM foi 9,85%, enquanto a média do PIM2 foi de 14,2%. O SMR foi de 1,35 (1,26-1,72) para o PRISM e de 1,23 (1,13-1,58) para o PIM2. A área sob a curva ROC foi de 0,89 (IC 95% 0,81-0,91) para o PRISM e 0,87 (IC 95% 0,83-0,91) para o PIM2. CONCLUSÃO: Na UTIP da FSCMPA, o PRISM e o PIM2 tiveram boa calibração e bom poder discriminatório. O SMR foi superior a um.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To evaluate the performance of the Pediatric Risk of Mortality (PRISM) and Pediatric Index of Mortality 2 (PIM2) scores in the Tertiary Pediatric Intensive Care Unit (PICU) of the Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMPA). MATERIALS AND METHODS: A retrospective cohort study was conducted with patients hospitalized in PICU for more than 8 h, from January 2017 to April 2018. Exclusion criteria were: stay longer than 90 days; cardiorespiratory arrest without stability in 12 h; palliative care; and brain death. To calculate score and outcome systems, Standardized Mortality Rate (SMR), calibration, and discrimination variables were used and compared by goodness-of-fit and Receiver Operating Characteristic (ROC) curves, respectively. RESULTS: Among the 458 hospitalizations, 429 (93.7%) were included. Overall mortality was 17.5%, with 64.0% under 2 years of age; and 58.7% of those who evolved to death were submitted to mechanical ventilation for more than seven days. The estimated mean probability of death from PRISM was 9.85%, while the mean PIM2 was 14.2%. The SMR was 1.35 (1.26-1.72) for PRISM and 1.23 (1.13-1.58) for PIM2. The area under the ROC curve was 0.89 (95% CI 0.81-0.91) for PRISM and 0.87 (95% CI 0.83-0.91) for PIM2. CONCLUSION: In the FSCMPA PICU, PRISM and PIM2 had good calibration and good discriminatory power. The SMR was greater than one. <![CDATA[Hepatite C na década de 1980: resgate de casos das antigas hepatites "não A e não B" de um serviço de hepatologia na Amazônia, Brasil]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100023&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVO: Descrever a frequência de infecção pelo vírus da hepatite C (VHC) em amostras de soro de pacientes diagnosticados como hepatite "não-A e não-B", atendidos em um instituto de pesquisa da Amazônia, entre 1982 e 1988. MATERIAIS E MÉTODOS: Pesquisa descritiva, transversal e retrospectiva, incluindo 396 amostras de soro, preservadas a -20 °C e testadas para anticorpos IgG anti-VHC por ELISA. As amostras eram de pacientes de ambos os sexos, variando de 1 mês a 85 anos de idade, oriundos dos municípios de Belém e Ananindeua, Pará, Brasil. Para amostras anti-VHC reagentes, investigou-se a presença de RNA viral e, nos detectados, procedeu-se sequenciamento e genotipagem. RESULTADOS: Anticorpos anti-VHC foram detectados em 10,9% (43/396) dos soros examinados. O RNA do VHC foi detectado em 55,8% (24/43) dos soros reagentes. Para 33,3% (8/24) dessas amostras, foi possível a distinção dos genótipos 1 (75,0%; 6/8) e 3 (25,0%; 2/8), com a confirmação de dois subtipos (1b e 3a). CONCLUSÃO: Apesar das limitações, pelo longo tempo de armazenamento das amostras (três décadas), foi possível detectar e caracterizar o VHC em soros oriundos de biobanco, revelando a circulação de dois genótipos e dois subtipos virais à época: o genótipo 1, detectado na maioria das amostras genotipadas e, na atualidade, exibindo maior resistência a fármacos que os demais genótipos conhecidos; e o genótipo 3, menos frequente na amostra do estudo, associado a maior virulência. A análise permitiu identificar linhagens do VHC, favorecendo estudos futuros para elucidar aspectos evolutivos associados à resistência e à virulência desse patógeno.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVE: To describe the frequency of Hepatitis C virus (HCV) infection in serum samples from patients diagnosed with "non-A and non-B" hepatitis attended at an Amazonian research institute between 1982 and 1988. MATERIALS AND METHODS: Descriptive, cross-sectional, and retrospective research including 396 serum samples preserved at -20 °C and tested for anti-HCV IgG antibodies by ELISA. The samples were from patients of both sexes, ranging from 1 month to 85 years old, from Belém and Ananindeua, Pará State, Brazil. For reactive anti-HCV samples, the presence of viral RNA was investigated, and sequencing and genotyping were conducted in those detected. RESULTS: Anti-HCV antibodies were detected in 10.9% (43/396) of the sera examined. HCV RNA was detected in 55.8% (24/43) of the reagent sera. For 33.3% (8/24) of these samples, it was possible to distinguish genotypes 1 (75.0%; 6/8) and 3 (25.0%; 2/8), with the confirmation of two subtypes (1b and 3a). CONCLUSION: Despite the limitations, due to the long storage time of the samples (three decades), it was possible to detect and characterize HCV in biobank sera, revealing the circulation of two genotypes and two viral subtypes at the time: genotype 1, detected in most genotyped samples and currently exhibiting greater drug resistance than other known genotypes; and genotype 3, less frequent in the study sample, associated with higher virulence. The analysis allowed the identification of HCV strains, favoring future studies to elucidate evolutionary aspects associated with the resistance and virulence of this pathogen. <![CDATA[Prevalência de anemia associada a parasitoses intestinais no território brasileiro: uma revisão sistemática]]> http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232019000100030&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt RESUMO OBJETIVOS: Estimar a prevalência de anemia associada a parasitoses intestinais, assim como identificar os parasitos mais frequentes, a faixa etária mais acometida e os fatores relacionados ao desenvolvimento. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão sistemática descritiva, com base no modelo PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses), incluindo artigos publicados entre 2014 e 2018, nos idiomas inglês e português, a partir da busca nas bases de dados Google Acadêmico, PubMed (National Library of Medicine) e Biblioteca Virtual em Saúde Brasil, utilizando a combinação dos descritores "prevalência de anemia associada a parasitoses, Brasil". Após análises independentes de três revisoras, foram excluídos artigos de revisão, artigos experimentais com animais, casos clínicos, artigos pagos, artigos duplicados nos bancos, estudos relacionando anemia com outras doenças, descrevendo a presença apenas de anemias ou de parasitoses. RESULTADOS: Foram encontrados 1.697 artigos nas bases de dados, dos quais 10 foram selecionados e demonstraram associação média de anemia e parasitoses intestinais de 11,4% na Região Sul, 13,1% na Região Nordeste e 3,5% na Região Centro-Oeste; na Região Norte, não foi realizada associação estatística. Dentre os parasitos mais frequentes, destacaram-se: Entamoeba coli, Giardia lamblia e Endolimax nana. A maioria dos estudos foi realizada em crianças e adolescentes de até 14 anos de idade. CONCLUSÃO: Os achados deste estudo mostraram que a prevalência de anemia associada a parasitoses, no Brasil, é significativa quando há maior frequência de parasitos patogênicos na população estudada, reforçando a necessidade de realização de estudos amplos de prevalência.<hr/>ABSTRACT OBJECTIVES: The aim of this study is to assess the prevalence of anemia associated with intestinal parasitic infection, as well as to identify the most frequent parasites, the most affected age group and developmental factors. METHODS: This is a descriptive systematic review based on the PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses) model, including articles published between 2014 and 2018, in English and Portuguese languages, based on the databases of Google Scholar, PubMed (National Library of Medicine), and Virtual Health Library, using the combination of the descriptors "prevalence of anemia associated with parasitic diseases, Brazil". Following the individual analysis by three reviewers, article reviews, experimental researches with animal, clinical case studies, non-open access journals, duplicate articles on such websites, studies relating anemia to other diseases describing the presence of either anemias or parasites were excluded from this study. RESULTS: A total of 1,697 articles were found in the databases which 10 were selected and showed an average association of anemia and intestinal parasites of 11.4% in the South, 13.1% in the Northeast, and 3.5% in the Midwest Region. In the Northern Region, no statistical association was performed. The most frequent parasites were Entamoeba coli, Giardia lamblia, and Endolimax nana. Most studies involving children and teenagers up to 14 years old. CONCLUSION: The findings of the current study showed that the prevalence of parasite associated with anemia in Brazil is important when there is a higher frequency of pathogenic parasites in the population studied, reinforcing the need for extensive prevalence studies.