SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número3Aspectos demográficos do processo de envelhecimento populacional em cidade do sul do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

WERNECK, Guilherme L.  e  COSTA, Carlos H. N.. Utilização de dados censitários em substituição a informações socioeconômicas obtidas no nível individual: uma avaliação empírica. Epidemiol. Serv. Saude [online]. 2005, vol.14, n.3, pp.143-150. ISSN 1679-4974.  http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742005000300002.

A obtenção de informação socioeconômica em nível individual nem sempre é uma tarefa de simples execução. Muitos pesquisadores optam por substituir a informação individual por dados socioeconômicos derivados de recenseamentos censitários. O objetivo deste artigo é avaliar a validade do uso de dados censitários em substituição às informações geradas em nível individual. Com base em estudo de caso-controle de base populacional para investigar o impacto da ocupação urbana e degradação ambiental na incidência de leishmaniose visceral no Município de Teresina, Estado do Piauí, Brasil, são comparadas estimativas de efeito para diferentes fatores de risco quando controladas, ora para variáveis censitárias, ora para variáveis obtidas mediante entrevistas individuais. Considerando-se uma discrepância relativa de 10% ou menos como critério de similaridade entre as razões de chance [odds ratios (OR)] obtidas com dados individuais (ORi) e dados censitários (ORc), percebe-se que 47% das estimativas de ORc poderiam ser consideradas medidas diferentes daquelas obtidas pela ORi. Tomando-se a ORi como "padrão-ouro", a especificidade e a sensibilidade da ORc foram de apenas 60%. O uso de variáveis "censitárias" tende a não prover correção efetiva para fatores de confusão socioeconômicos. Dados censitários não devem ser considerados, por si só, bons substitutos de dados individuais, mas expressões de conceitos que operam em outro nível hierárquico de determinação.

Palavras-chave : fatores socioeconômicos; censos; fatores de confusão; viés; falácia ecológica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )