SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número3Organização do trabalho e perfil dos profissionais do Programa Saúde da Família: um desafio na reestruturação da atenção básica em saúdeAvaliação normativa da ação programática imunização nas equipes de saúde da família do Município de Olinda, Estado de Pernambuco, Brasil, em 2003 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

CESARIO, Raquel Rangel  e  TAVARES-NETO, José. Prevalência de diarréia na população do Distrito Docente-Assistencial do Tucumã, Rio Branco, Estado do Acre, Brasil, em 2003. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2006, vol.15, n.3, pp.19-28. ISSN 1679-4974.  http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742006000300003.

O objetivo deste estudo transversal foi determinar a prevalência da diarréia em amostra da população urbana da cidade de Rio Branco, Estado do Acre, Brasil, abrangendo pessoas de todas as faixas etárias. Após validação do questionário-padrão pelo estudo-piloto, foi selecionada amostra aleatória de 159 pessoas de 0 a 77 anos de idade. A prevalência geral da diarréia no dia da entrevista foi de 5,7%; e nos últimos 15 dias, de 14,1%, dos quais 33,3% em menores de 5 anos e 10,5% em maiores de 4 anos (p<0,05). As variáveis - sexo; presença ou não do Programa Saúde da Família adstrito ao domicílio; e nível socioeconômico - foram semelhantes entre os grupos com ou sem diarréia. No grupo com diarréia, predominaram, significativamente, as seguintes características: maior número de residentes por domicílio; casa de madeira; residência sem água encanada; residência com vaso sanitário fora da casa ou sem descarga. A prevalência geral de diarréia encontrada foi alta: nos menores de 5 anos, representou cerca de três vezes aquela encontrada na literatura; e nos adolescentes e adultos, contribuiu para minimizar a carência de informações sobre essas faixas etárias. Os resultados deste trabalho reforçam a necessidade de estudos mais aprofundados sobre o tema, especialmente associados às precárias condições socioeconômicas e ambientais, bem como de políticas públicas voltadas à prevenção dos agravos à saúde.

Palavras-chave : diarréia; prevalência; saúde da família.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )