SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número4Orientações de saúde reprodutiva recebidas na escola - uma análise da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, 2009Características clínico-epidemiológicas de pacientes idosos com aids em hospital de referência, Teresina-PI, 1996 a 2009 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

DOLDAN, Roberto Valiente; COSTA, Juvenal Soares Dias da  e  NUNES, Marcelo Felipe. Fatores associados à mortalidade infantil no Município de Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil: estudo de caso-controle. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2011, vol.20, n.4, pp.491-498. ISSN 1679-4974.  http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742011000400008.

OBJETIVO: identificar fatores relacionados à mortalidade infantil em Foz do Iguaçu, estado do Paraná, Brasil. METODOLOGIA: foi realizado um estudo de caso-controle utilizando-se dados secundários obtidos do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e do Sistema de Informações sobre Mortalidade; os casos estudados foram crianças que morreram em 2007 antes de completarem um ano de vida; para cada caso foram definidas como controles duas crianças do mesmo sexo, nascidas no mesmo hospital e que ainda estivessem vivas; foi realizada análise multivariada com regressão logística. RESULTADOS: participaram do estudo 69 casos e 138 controles; a idade gestacional inferior a 37 semanas, baixo peso ao nascimento, crianças com anomalias congênitas e com escore de Apgar menor de 7 aos cinco minutos foram considerados fatores de risco, apresentando odds ratios ajustadas de 5,96 (IC95%: 1,35-26,4), 4,32 (IC95%: 1,14-16,4), 7,87 (IC95%: 2,0-30,9) e4,44 (IC95%: 1,21-16,2), respectivamente. CONCLUSÃO: excluído as anomalias congênitas, os fatores de risco para mortalidade infantil identificados em Foz do Iguaçu estão relacionados à oferta e qualidade dos serviços de saúde, principalmente em seu componente neonatal.

Palavras-chave : mortalidade infantil; fatores de risco; mortalidade neonatal; estudos de casos e controles; prematuridade; anomalias congênitas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )