SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3Análise da sobrevida infantil segundo características maternas, da gestação, do parto e do recém nascido na coorte de nascimento de 2005 no Município do Rio de Janeiro-RJ, BrasilAcidentes com produtos perigosos no Brasil, no período 2006-2009: análise dos dados dos sistemas de informações como subsídio às ações de vigilância em saúde ambiental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

STEPHAN, Ana Maria Siga; CAVADA, Marina Neves  e  VILELA, Cínara Zacca. Prevalência de aleitamento materno exclusivo até a idade de seis meses e características maternas associadas, em área de abrangência de unidade de Saúde da Família no município de Pelotas, estado do Rio Grande do Sul, Brasil, 2010. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2012, vol.21, n.3, pp.431-438. ISSN 1679-4974.  http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742012000300008.

OBJETIVO: verificar a prevalência de aleitamento materno exclusivo (AME) até a idade de seis meses, características maternas associadas e motivos para desmame precoce. MÉTODOS: estudo transversal realizado em uma unidade de Saúde da Família no Município de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, entre setembro e dezembro de 2010, mediante entrevistas domiciliares com mães de crianças de seis meses a dois anos de idade, inscritas no programa de puericultura. RESULTADOS: das 173 crianças inscritas, foram encontradas 95 mães; a prevalência de AME foi de 33,7%; após análise ajustada, nenhuma variável permaneceu associada ao desfecho; os motivos relatados para o desmame foram diminuição da produção do leite e recusa da criança para mamar. CONCLUSÃO: até o sexto mês, o AME foi pouco praticado entre as mães participantes; quase metade das crianças (45,0%) não foram localizadas, limitando os resultados do estudo, embora a prevalência encontrada seja semelhante à de outros estudos.

Palavras-chave : Aleitamento Materno; Desmame; Saúde da Criança; Estudos Transversais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )