SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número2Consumo abusivo de álcool no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013Consumo elevado de sal autorreferido em adultos: dados da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

MALTA, Deborah Carvalho et al. Uso e exposição à fumaça do tabaco no Brasil: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2015, vol.24, n.2, pp.239-248. ISSN 1679-4974.

OBJETIVO: descrever indicadores relacionados ao uso e exposição à fumaça do tabaco no Brasil. MÉTODOS: estudo descritivo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013. RESULTADOS: a prevalência do uso atual do tabaco foi de 15,0% (IC95% 14,4%-15,5%), sendo a maior parte fumado (14,7%; IC95% 14,2%-15,2%); nos 12 meses anteriores à entrevista, 51% (IC95% 49,3%-52,9%) dos fumantes atuais haviam tentado parar de fumar; a prevalência de ex-fumantes foi de 17,5% (IC95% 16,9%-18,0%), de 19,2% (IC95% 18,3%-20,1%) em homens e de 11,2% (IC95% 10,6%-11,8%) em mulheres; a prevalência da exposição à fumaça do tabaco em casa foi de 10,7% (IC95% 10,2%-11,3%) e em locais fechados de trabalho foi de 13,5% (IC95% 12,6%-14,4%). CONCLUSÃO: na comparação com outros países, a prevalência do consumo do tabaco no Brasil foi baixa, assim como a exposição à fumaça do tabaco; todavia, cerca de um sexto da população consumia algum produto do tabaco.

Palavras-chave : Tabagismo; Doenças Crônicas; Inquéritos Epidemiológicos; Fumo Passivo; Epidemiologia Descritiva.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )