SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número2Atendimentos de crianças e adolescentes com transtornos por uso de substâncias psicoativas nos Centros de Atenção Psicossocial no Brasil, 2008-2012Incapacidade funcional para atividades básicas e instrumentais da vida diária: um estudo de base populacional com idosos de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2014 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Epidemiologia e Serviços de Saúde

versão impressa ISSN 1679-4974versão On-line ISSN 2337-9622

Resumo

RENNA JUNIOR, Nelson Luiz  e  SILVA, Gulnar Azevedo e. Tendências temporais e fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino: análise dos dados dos registros hospitalares de câncer no Brasil, 2000-2012. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2018, vol.27, n.2, e2017285.  Epub 17-Abr-2018. ISSN 1679-4974.  http://dx.doi.org/10.5123/s1679-49742018000200003.

Objetivo:

analisar a tendência temporal e os fatores associados ao diagnóstico em estágio avançado de câncer do colo uterino no Brasil.

Métodos:

análise de séries temporais e estudo transversal com dados dos registros hospitalares de câncer (2000-2012); utilizaram-se modelos joinpoint e regressão multinomial.

Resultados:

analisaram-se 65.843 casos; a mediana do intervalo entre diagnóstico e tratamento foi de 59 dias; o percentual de diagnósticos em estágio avançado aumentou no período - variação anual de 1,10% (IC95% 0,80;1,50); mulheres com estudo superior tiveram menores chances de estadiamento avançado, comparadas a analfabetas (OR=0,38; IC95% 0,31;0,47); indígenas (OR=2,38; IC95% 1,06;5,33) e negras (OR=1,16; IC95% 1,02;1,31) frente às brancas, e mulheres tratadas na região Norte (OR=2,55; IC95% 2,26;2,89) frente às do Sudeste, apresentaram maiores chances; outros fatores associados positivamente ao desfecho foram ‘idade’, ‘tipo histológico’ e ‘estado conjugal’.

Conclusão:

houve tendência crescente de diagnósticos em estágio avançado; desigualdades afetam as chances de estadiamento avançado de câncer cervical.

Palavras-chave : Neoplasias do Colo do Útero; Saúde da Mulher; Registros Hospitalares; Acesso aos Serviços de Saúde; Oncologia.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )