SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número1Epidemiologia do vírus da Encefalite de Saint Louis na Amazônia brasileira e no Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil: elevada prevalência de anticorpos em equinosSorovares de Salmonella de origem humana identificados no Estado do Pará, Brasil, no período de 1991 a 2008 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

SILVA, Allan Kaio; SANTOS, Mirleide Cordeiro dos; MELLO, Wyller Alencar de  e  SOUSA, Rita Catarina Medeiros de. Ocorrência de Bocavírus Humano associado às infecções respiratórias agudas em crianças de 0 a 2 anos de idade na Cidade de Belém, Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2010, vol.1, n.1, pp.87-92. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232010000100013.

INTRODUÇÃO: As Infecções Respiratórias Agudas (IRA) permanecem como um dos principais problemas de saúde pública em todo o mundo. Essas infecções são associadas a diversos patógenos sendo os vírus os prevalentes. Recentemente, foi descrito na literatura um novo parvovírus denominado Bocavírus Humano (HBoV). Investigações ainda são escassas na associação deste novo agente a casos de IRA na população em geral. Neste contexto, o presente artigo relata a pesquisa do HBoV em um segmento populacional da Amazônia. MATERIAIS E MÉTODOS: Neste estudo, foram analisadas amostras de aspirado nasofaríngeo de pacientes com diagnóstico de IRA atendidos ambulatorialmente na Cidade de Belém, Pará, Brasil. A pesquisa, com a identificação laboratorial do vírus, foi realizada mediante o emprego da técnica de reação em cadeia mediada pela polimerase, utilizando pares de oligonucleotídeos específicos, seguida da análise filogenética das sequências nucleotídicas encontradas. RESULTADOS: Das 397 amostras clínicas analisadas, encontrou-se positividade em amostras de três pacientes, sendo um destes em co-infecção com o vírus respiratório sincicial. DISCUSSÃO: O percentual de positividade obtido na investigação se revelou inferior ao descrito na literatura. Entretanto, vale ressaltar que os estudos já publicados envolveram pacientes hospitalizados, diferentemente do grupo populacional presentemente abordado. As análises filogenéticas realizadas evidenciaram expressiva similaridade dos vírus encontrados com as cepas virais já descritas. CONCLUSÃO: A presente pesquisa se caracteriza como o primeiro relato associando o HBoV à IRA na Região Amazônica.

Palavras-chave : Infecções Respiratórias; Bocavírus; Infecções por Parvoviridae.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês | Espanhol     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf ) | Espanhol ( pdf )