SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número1Ocorrência de uma floração de cianobactérias tóxicas na margem direita do Rio Tapajós, no Município de Santarém (Pará, Brasil)Reanálise da vacina tetravalente (RRV-TV) no contexto da prevenção das gastrenterites por rotavírus índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

JACKSON, Alan C.. Atualização sobre a patogênese da raiva. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2010, vol.1, n.1, pp.167-172. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232010000100023.

A raiva humana continua sendo um problema de saúde pública. O nosso conhecimento acerca da doença tem sido construído por meio de estudos em modelos animais experimentais. Há muitas perguntas não respondidas envolvendo a patogênese da raiva, a despeito de termos observado um avanço nos últimos tempos. Os neurônios infectados pelo vírus da raiva podem não operar normalmente devido às mudanças degenerativas envolvendo processos neurais, incluindo dendrites e axônios. As infecções por vírus de rua não podem ser extirpadas do sistema nervoso central, uma vez que os efetores imunes não podem ser transportados aos tecidos do cérebro devido à pequena permeabilidade da barreira hematoencefálica. Não existe uma terapia eficaz contra a raiva humana. O coma terapêutico (induzido) tem falhado sistematicamente. Uma melhor compreensão da patogênese da raiva pode oferecer novas ideias para o desenvolvimento de modernas terapias contra a raiva humana.

Palavras-chave : Fatores de Virulência; Raiva; Encefalite Viral.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês | Espanhol     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf ) | Espanhol ( pdf )