SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número4A Faculdade de Medicina e Cirurgia do Pará: da fundação à federalização 1919-1950Prevalência de enteroparasitismo em crianças de comunidades ribeirinhas do Município de Coari, no médio Solimões, Amazonas, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

PEREIRA, Felicidade Mota; BERTOLLO, Leonardo Assis  e  ZARIFE, Maria Alice Sant'Anna. Comparação de dois testes automatizados por quimioluminescência para a detecção de anticorpos contra o vírus da hepatite C. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2010, vol.1, n.4, pp.17-21. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232010000400003.

INTRODUÇÃO: O diagnóstico correto da infecção pelo vírus da hepatite C (VHC) é de grande importância, já que o tratamento é altamente dispendioso e tem sérios efeitos colaterais. Os testes para a detecção dos anticorpos contra o VHC (anti-VHC) sofreram várias modificações e, atualmente, os testes de terceira geração são amplamente utilizados por terem sensibilidade e especificidade maiores. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar dois testes automatizados para a detecção do anti-VHC por quimioliminescência, de terceira geração, disponíveis comercialmente. MÉTODOS: Foram utilizadas 67 amostras da soroteca do Laboratório Central de Saúde Pública do Estado da Bahia. Os reagentes utilizados foram os testes automatizados ARCHITECT® anti-HCV assay (Abbott Diagnostics, Wiesbaden, Alemanha), Elecsys® anti-HCV assay (Roche Diagnostics, Basileia, Suíça) e o teste confirmatório Recombinant ImmunoblotAssay (RIBA) (Chiron RIBA VHC 3.0 SIA, Chiron Corporation, Emeryville, CA, EUA). RESULTADOS: Com o teste Architect anti-HCV assay foram obtidas 18 amostras positivas, 39 negativas e dez indeterminadas, enquanto que com o Elecsys anti-HCV assay, 47 amostras foram negativas e 20 positivas. Não houve amostras indeterminadas com este teste. Das dez amostras indeterminadas no Architect anti-HCV assay, cinco foram negativas pelo teste RIBA e cinco foram indeterminadas. Todas as amostras indeterminadas pelo RIBA apresentaram reatividade para a proteína c33. CONCLUSÃO: Os dois testes, quando comparados (62 amostras) entre si, tiveram uma concordância de 91,9%. O Elecsys anti-HCV assay parece ser menos sensível que o Architect anti-HCV assay, em particular para a detecção da proteína c33, revelada pelo RIBA. Por outro lado, o Architect anti-HCV assay apresentou um maior número de resultados indeterminados em amostras negativas confirmadas pelo RIBA, o que sugere uma menor especificidade, quando comparado com o outro teste avaliado.

Palavras-chave : Hepatite C; Anticorpos Anti-Hepatite C; Testes Laboratoriais.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês | Espanhol     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf ) | Espanhol ( pdf )