SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número4Diversidade de Culicoides (Diptera: Ceratopogonidae) na Floresta Nacional de Caxiuanã, Melgaço, Estado do Pará, BrasilQuimiotipagem e caracterização fenotípica de Cryptococcus isolados em Belém, Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

ANDRADE, Ercília de Souza et al. Percepção de sedentarismo e fatores associados em adolescentes grávidas no Município de Coari, Estado do Amazonas, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2010, vol.1, n.4, pp.35-41. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232010000400006.

Na adolescência, hábitos sedentários são fatores preocupantes, pois além de constituírem fator de risco para várias doenças, predispõem na fase adulta a ocorrência de doenças crônicas. Em se tratando do desenvolvimento de patologias, a gravidez na adolescência é fator determinante de vulnerabilidade quando associada ao sedentarismo. Este estudo teve como objetivo verificar a percepção de sedentarismo entre adolescentes grávidas atendidas nas Unidades Básicas de Saúde do Município de Coari, Estado do Amazonas, Brasil, e levantar os fatores associados a esta questão por meio de um estudo transversal, quantitativo, com adolescentes grávidas residentes na zona urbana da Cidade de Coari. Os dados foram coletados por meio da utilização de questionário semiestruturado, constituído por perguntas abertas e fechadas referentes ao nível de atividade física e sedentarismo aplicado durante o mês de setembro de 2010, Os resultados revelaram que 69% das adolescentes grávidas tinham idade entre 17 e 18 anos, 44% eram solteiras, e 56% haviam cursado, sem concluir, o ensino fundamental. Entre as entrevistadas, 97% alegaram não praticar exercício durante a gravidez. Depois de tomarem conhecimento do conceito de sedentarismo, 75% referiram-se sedentárias e somente 25% classificaram-se como ativas. Desta forma, infere-se que a percepção de sedentarismo entre adolescentes grávidas revelou-se um fator preocupante, sendo o padrão de atividade das entrevistadas baixo e inadequado desde o início da gravidez. Conclui-se que fatores comportamentais, biológicos e culturais participam na determinação do sedentarismo, demonstrando a ausência de incentivo à prática de atividade física durante a gestação e suscitando uma atenção especial dos agentes públicos de saúde.

Palavras-chave : Gravidez na Adolescência; Estilo de Vida Sedentário; Atividade Motora; Estudos Transversais.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )