SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 número1Monitoramento da posse e uso de mosquiteiros tratados com inseticidas de longa duração em uma área endêmica de malária da Amazônia VenezuelanaIdentificação de uma colonia de longo prazo de Proechimys no Instituto Evandro Chagas, Pará, Brasil, com base em informações citogenéticas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

MARQUES, Patrícia Bentes; CARNEIRO, Flavia Matilla Colares  e  FERREIRA, Alcione Pena. Perfil bacteriano de cultura de ponta de cateter venoso central. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2011, vol.2, n.1, pp.53-58. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232011000100006.

INTRODUÇÃO: Cateteres venosos centrais (CVC) são dispositivos de fundamental importância e os mais utilizados em todo o mundo no tratamento de pacientes graves internados em unidades de terapia intensiva. Esses dispositivos invasivos representam uma fonte potencial para complicações infecciosas locais ou sistêmicas. OBJETIVO: Avaliar os micro-organismos encontrados em culturas de CVC analisadas no Laboratório da Unimed em Belém, Estado do Pará, no período de janeiro de 2007 a janeiro de 2008. MÉTODOS: Estudo transversal dos resultados de 50 culturas de CVC realizadas pelo método semiquantitativo de Maki e antibiograma automatizado (MiniApi - BioMerieux), conforme critérios recomendados pelo Clinical and Laboratory Standards Institute. RESULTADOS: Entre 50 amostras de cateter, 36 (72%) revelaram-se positivas, sendo o Staphylococcus aureus (27,8%) o micro-organismo mais observado seguido de Pseudomonas aeruginosa (22,2%) e Staphylococcus coagulase negativo (SCN) (22,2%). Os isolados de P. aeruginosa demonstraram maior sensibilidade o colistina (100%), ticarcilina/ácido clavulânico (100%), piperacilina/tazobactam (100%) e meropenem (80%), tendo resistência de até 50% aos demais antimicrobianos testados. As cepas resistentes à oxacilina, todas sensíveis à vancomicina e ao ácido fusídico, foram de S. aureus (80%) e SCN (12,5%) com resistência à penicilina G. Isolados de S. aureus e SCN apresentaram sensibilidade acima de 75% aos antimicrobianos testados, entre os quais teicoplanina, minociclina e quinopristina-dalfopristina, oferecendo alta resistência para outros como eritromicina, norfloxacina e tetraciclina. CONCLUSÃO: O micro-organismo mais encontrado foi o S. aureus coincidindo com outros trabalhos feitos em hospitais de Belém. Com relação aos antimicrobianos, os resultados encontrados indicam um aumento de cepas multirresistentes, fato que preocupa os dirigentes hospitalares locais.

Palavras-chave : Cateteres; Infecções Relacionadas a Cateter; Estudos Retrospectivos; Infecções Bacterianas.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )