SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número2Análise da distribuição espaço-temporal da leptospirose humana em Belém, Estado do Pará, BrasilDiagnóstico da Leishmaniose Visceral Canina: grandes avanços tecnológicos e baixa aplicação prática índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

GAMA NETO, Jaime de Liege; BAIMA, Janderson Melo; FREITAS, Rui Alves de  e  PASSOS, Mahedy Araujo Bastos. Fauna flebotomínica (Diptera: Psychodidae) em floresta preservada e alterada do Município de Caroebe, Estado de Roraima, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2012, vol.3, n.2, pp.41-46. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232012000200006.

Com o objetivo de identificá-la, avaliar os efeitos da alteração da vegetação sobre ela e indicar os prováveis vetores de Leishmania para humanos, foi feito um levantamento da fauna flebotomínica presente em uma área endêmica para leishmaniose tegumentar americana (LTA) no Município de Caroebe, região sul do Estado de Roraima, Brasil. Os flebotomíneos foram capturados no período de junho de 2009 a maio de 2010, utilizando-se armadilhas luminosas CDC instaladas a 1 m do solo, na floresta primária e na floresta alterada. Foram capturados 1.574 espécimes distribuídos entre 16 subgêneros e/ou grupos de espécies e 54 espécies. O subgênero Psychodopygus foi o mais abundante, com 46% do total de espécimes capturados, seguido do grupo Oswaldoi (14,5%) e dos subgêneros Nyssomyia (12,9%) e Trychopygomyia (9,3%). Verificou-se uma redução da riqueza e da diversidade, além de uma modificação nas relações de dominância existente entre as espécies da floresta alterada, quando comparadas com as da floresta primária. O encontro de várias espécies vetoras, comprovadas ou suspeitas, indica risco de transmissão de Leishmania a humanos, tanto na floresta primária quanto na floresta alterada. Registram-se, pela primeira vez no Estado de Roraima, as espécies L. bispinosa, L. pennyi e L. yuilli pajoti

Palavras-chave : Leishmania; Leishmaniose Cutânea; Lutzomyia; Insetos vetores.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )