SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número3Dispersão geográfica da família Phyllostomidae (Chiroptera) baseado nas sequências do cifocromo bPerfil de anticorpos anti-PGL-1 em indivíduos sadios de áreas endêmicas para a hanseníase do Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

SILVESTRE, Maria do Perpétuo Socorro Amador. Análise preliminar do uso mesclado de neoglicolipídeos derivados do PGL-1 do Mycobacterium leprae: antígeno dissacarídeo (ND-O-BSA) e trissacarídeo (NT-P-BSA) como forma de aumentar a sensibilidade do teste ELISA anti-PGL-1. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2012, vol.3, n.3, pp.33-39. ISSN 2176-6223.

Mesmo a hanseníase sendo uma doença milenar, ainda não foi possível o desenvolvimento de um teste diagnóstico considerado padrão-ouro em virtude da impossibilidade de se cultivar o agente in vitro. Os testes diagnósticos existentes, até o momento, não estão disponíveis na atenção básica, fato que, em geral, dificulta a classificação correta dos casos mais sutis e impossibilita o diagnóstico precoce, o que poderia contribuir para a quebra da cadeia de transmissão da doença. Assim sendo, por meio de um estudo experimental com amostra selecionada por conveniência, o objetivo deste trabalho foi analisar o uso adicionado dos antígenos semissintéticos derivados do glicolipídeo fenólico - 1 (PGL-1) do Mycobacterium leprae como estratégia para aumentar a sensibilidade do teste ELISA anti-PGL-1 utilizado como instrumento discriminatório entre pacientes classificados clínica e bacteriologicamente como multibacilares, paucibacilares e contatos, comparando-se o desempenho do teste ELISA anti-PGL-1 e fazendo uso dos antígenos mesclados comparados ao antígeno trissacáride isoladamente. Os resultados demonstraram níveis de anticorpos anti-PGL-1 mais elevados para os antígenos mesclados comparados ao antígeno trissacáride isoladamente, o que pode destacar a eficácia do teste ELISA como auxiliar no diagnóstico e classificação da hanseníase.

Palavras-chave : Hanseníase; Técnicas Imunoenzimáticas; Diagnóstico; Epidemiologia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )