SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número4Polimorfismo do gene humano NRAMP1, níveis de anticorpos anti-PGL-1 e suscetibilidade para hanseníase em áreas endêmicas do Estado do Pará, BrasilPerfil socioepidemiológico de mulheres acometidas por gravidez ectópica atendidas em um hospital público de referência em gestação de alto risco na cidade de Belém, Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

LOPES, Maria Luiza et al. Frequência e distribuição anual de resistência da tuberculose na rede de laboratórios de saúde pública do Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2012, vol.3, n.4, pp.27-33. ISSN 2176-6223.

Este estudo descreveu a frequência e variedade de casos de tuberculose multirresistente (TBMR) no Estado do Pará, Brasil. A fim de registrar a epidemiologia e a distribuição espacial da doença, foram utilizados testes de suscetibilidade antimicrobiana (TSA) e do método proporcional (MP). O TSA foi realizado em 848 amostras no Instituto Evandro Chagas e em um laboratório central de saúde pública naquele Estado. De todos os pacientes incluídos no estudo, 358 (42,2%) eram resistentes a pelo menos um medicamento antituberculose (anti-TB). A porcentagem das resistências primária, adquirida e TBMR foi de 30,4%, 69,3% e 42,2%, respectivamente. A TBMR foi detectada em 223 (26,3%) amostras. A TBMR primária foi encontrada em 14% dos pacientes tratados anteriormente, enquanto que 48% apresentaram a resistência adquirida e 62% exibiram resistência combinada. De todos os grupos etários, o de 25-36 anos (média de idade de 38,7 ± 15) apresentou a maior proporção de casos resistentes (26%). Sete cidades do Estado apresentaram 59,6% dos casos documentados no estudo. Estes resultados refletem a baixa qualidade dos cuidados de saúde com os doentes nestas cidades. Observa-se ainda, a necessidade de maiores cuidados dos médicos para com os pacientes durante o tratamento e realização, com maior frequência, dos testes de sensibilidade aos medicamentos anti-TB. O número de casos de TB no Pará não variou significativamente durante o período estudado, porém os pesquisadores notaram um ligeiro aumento na proporção de casos resistentes aos medicamentos relacionados com o número total de casos notificados no Estado. Esta mudança nas taxas de resistência reflete a necessidade de melhorar a qualidade dos serviços de saúde para a atenção à TB. A concentração de casos de tuberculose foi observada em alguns municípios e nos bairros da Cidade de Belém.

Palavras-chave : Mycobacterium tuberculosis; Tuberculose; Resistência a Múltiplos Medicamentos; Rifampicina; Isoniazida.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )