SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.3 número4Frequência e distribuição anual de resistência da tuberculose na rede de laboratórios de saúde pública do Estado do Pará, BrasilSoropesquisa de Alphavirus em herbívoros domésticos no Estado do Pará, Amazônia Brasileira índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

CAMPOS, Layna de Cássia Oliveira et al. Perfil socioepidemiológico de mulheres acometidas por gravidez ectópica atendidas em um hospital público de referência em gestação de alto risco na cidade de Belém, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2012, vol.3, n.4, pp.35-42. ISSN 2176-6223.

Uma das patologias responsáveis por incluir uma gestação em alto risco é a gravidez ectópica (GE). Considera-se GE sempre que a implantação e o desenvolvimento do ovo ocorrer fora de seu local normal, isto é, na cavidade corporal do útero. Sendo assim, O objetivo deste estudo foi identificar o perfil socioepidemiológico das mulheres acometidas por gravidez ectópica. Para a análise de dados optou-se por um estudo de abordagem quantitativa do tipo descritivo. A amostra tem um total de 15 mulheres, evidenciamos que os fatores socioeconômicos, a citar, grau de escolaridade, cor, renda familiar e faixa etária, são elementos que podem estar fortemente relacionados à afetação dessas mulheres pela patologia em questão. Fatores ginecológicos como a presença de doença infecciosa pélvica, infecção urinária, corrimento e falha na consulta com o ginecologista são oportunas ao acometimento da GE. A história obstétrica também influencia essa patologia, haja vista, segundo a literatura, ser o aborto um fator predisponente para a GE. Conclui-se que 100% das mulheres, por não terem conhecimento de que estavam grávidas, não iniciaram o pré-natal e por isso não puderam ser diagnosticadas precocemente, todas deram entrada na unidade hospitalar com GE rota e tiveram que realizar laparotomia exploradora. Por fim, acredita-se que os resultados deste estudo confirmaram o pressuposto de que a cautela com a patologia deve ser melhorada por meio da atenção à mulher na saúde primária de forma eficiente e eficaz.

Palavras-chave : Gravidez Ectópica; Perfil de Saúde; Doença Inflamatória Pélvica; Prevenção Primária.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )