SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número1Estudo sobre acidentes de trânsito envolvendo motocicletas, ocorridos no Município de Corumbá, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil, no ano 2010Genotipagem por spoligotyping de Mycobacterium tuberculosis obtidos de lâminas de Ziehl-Neelsen em Belém, Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

LINHARES, Jairo Fernando Pereira  e  PINHEIRO, Claudio Urbano Bittencourt. Caracterização do sistema de extração de látex de janaúba (Himatanthus Willd. ex Schult. - Apocynaceae), no Município de Alcântara, Estado do Maranhão, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2013, vol.4, n.1, pp.23-31. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232013000100004.

A janaúba (Himatanthus Willd. ex Schult.) possui amplo espectro de usos medicinais no Estado do Maranhão. O látex extraído desta planta é muito utilizado e conhecido regionalmente como "leite de janaúba". No Município de Alcântara, Estado do Maranhão, a extração do látex representa fonte de renda complementar para parte da população rural. O objetivo geral deste trabalho foi caracterizar o sistema de exploração atual de látex de janaúba em seus aspectos técnicos, operacionais e econômicos. Especificamente, procurou-se estimar a produção, o sistema de extração e os custos de produção, além de, adicionalmente, esclarecer a identidade botânica das etnoespécies, concluindo-se que a janaúba vermelha e a janaúba branca, são, respectivamente, as espécies Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel e Himatanthus obovatus (Müll Arg) Woodson. O modo mais comum de extração do látex utiliza esponja e água em árvores com espessuras ≥ 30 cm. A produtividade está mais diretamente relacionada à quantidade de árvores em fase produtiva. A produção média do látex é de 0,73 L por árvore, na estação seca. O sistema de extração apresentou rentabilidade positiva, apesar de mostrar-se economicamente inviável a médio e longo prazos. Medidas de manejo devem ser definidas e implementadas para o controle da sobre-exploração, a proteção das áreas de ocorrência e a melhoria do sistema de produção, tornando-o mais rentável.

Palavras-chave : Plantas Medicinais; Desenvolvimento Sustentável; Himatanthus; Etnobotânica; Conservação de Recursos Naturais; Látex.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )