SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 número2Imunorreatividade das células dendríticas nas lesões foveolares da hanseníase dimorfaAspectos clínicos e epidemiológicos da malária em um hospital universitário de Belém, Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

REIS, Danielle Saraiva Tuma dos et al. Infecções relacionadas à assistência à saúde em pacientes HIV-positivos e HIV/aids-negativos: uma casuística da Região Amazônica. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2013, vol.4, n.2, pp.27-32. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232013000200004.

OBJETIVO: Investigar e comparar a incidência de infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS), envolvendo pacientes HIV e não HIV/aids. MÉTODO: Estudo analítico, observacional e prospectivo ocorrido na Enfermaria de Doenças Infecciosas do Hospital Universitário João de Barros Barreto em Belém, Estado do Pará, Brasil. Pacientes: Internos, portadores de HIV e não HIV/aids, de fevereiro a dezembro de 2007, com monitoramento diário da admissão até a alta hospitalar. RESULTADOS: Durante o período de estudo, foram relatados 20.276 pacientes/dia. De 1.130 pacientes com alta, 40 contraíram IRAS, e as IRAS ocorreram mais frequentemente nos HIV-positivos (57,5%), com 29 (60,4%) episódios de IRAS (p ≤ 0,05). Um total de 11 (55%) HIV-positivos apresentou contagem de células TCD4 < 100 células/mm3, e 15 (65,22%) HIV-positivos morreram de complicações associadas com as IRAS (p = 0,009). A infecção mais frequente foi a do trato urinário, associada ao uso de cateter urinário, 1.000 cateteres-dia em pacientes não HIV, com 12,11 episódios (p = 0,13). Entretanto, os HIV-positivos apresentaram pneumonia mais frequentemente, com 1,6 episódios em 1.000 pacientes-dia (p = 0,04). CONCLUSÃO: As IRAS apresentam maior probabilidade de ocorrência em HIV-positivos, provavelmente devido as suas condições de imunidade, e esse risco, que está associado com procedimentos invasivos, justifica a necessidade de medidas preventivas.

Palavras-chave : Infecção Hospitalar; HIV; Pneumonia; Fatores de Risco.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )