SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 número3Recidiva hansênica em área de alta endemicidade no Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6215versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

CARVALHO, Thaís Cristina Nascimento de et al. Conhecimento sobre gastroenterite viral pelos profissionais de saúde de um hospital materno-infantil de referência no Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2014, vol.5, n.3, pp.11-18. ISSN 2176-6215.

As gastroenterites agudas (GA) de origem viral são consideradas como uma das principais causas de morbimortalidade em crianças menores de 5 anos de idade, e os rotavírus, norovírus e astrovírus apontados como os principais responsáveis. Este trabalho visou verificar o conhecimento de que dispõem os médicos e enfermeiros dos setores de neonatologia e pediatria de um hospital materno-infantil de referência no Estado do Pará, Brasil, acerca dos vírus relacionados ao quadro de GA, da sua forma de transmissão, e das principais medidas de prevenção e controle. Realizou-se uma pesquisa descritiva-exploratória em 2011, por meio de questionário envolvendo perguntas relacionadas ao perfil dos participantes e referentes ao tema proposto. Após aplicação de teste estatístico, foi feita a seleção randômica de 60 participantes. Verificou-se que, durante quadro de diarreia, a lavagem das mãos e a conduta terapêutica de hidratação já estão bem instituídas pelos profissionais, assim como isolamento dos pacientes acometidos por GA. Constatou-se que a maioria dos participantes detém conhecimento sobre a vacina para rotavírus, a quantidade de doses e idades de aplicação. Dentre os procedimentos a serem realizados em caso de surto nosocomial, a coleta das amostras visando a definição etiológica e o uso de proteção pessoal foram as mais citadas. Quanto às principais fontes de transmissão desses vírus, a contaminação fecal-oral foi a mais mencionada, seguida por manipulação de fômites. Considerando que a GA é uma das principais causas de consulta, internação e letalidade infantis, é imprescindível a conscientização dos profissionais da saúde sobre a fácil transmissão desses vírus, para evitar sua disseminação, contribuindo para a diminuição da morbidade ocasionada por esses patógenos.

Palavras-chave : Conhecimento; Diarreia Infantil; Gastroenterite.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )