SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número1Detecção de atividade de fosfatase ácida nos hemócitos de Biomphalaria glabrata(Gastropoda: Planorbidae): um estudo em moluscos da Região Amazônica, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

MATOS, Haroldo José de et al. Reação cruzada nos testes sorológicos entre doença de Chagas e leishmaniose visceral em regiões endêmicas para ambas as doenças. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2015, vol.6, n.1, pp.65-68. ISSN 2176-6223.

Na Amazônia brasileira não é incomum o achado de áreas com interseção de ocorrência de diversas doenças tropicais, entre estas são destaque a doença de Chagas aguda e a leishmaniose visceral (LV), em especial pelas mudanças na epidemiologia desses agravos nos últimos anos. Os achados clínicos são por vezes também comuns em alguns casos, e os testes sorológicos podem apresentar reações cruzadas entre essas doenças. O objetivo deste relato de caso é ressaltar a importância da avaliação clínica criteriosa para uma interpretação correta dos testes sorológicos. É apresentado um caso com síndrome febril com dois meses de evolução, associada à síndrome consumptiva e hepatoesplenomegalia, em que o primeiro teste diagnóstico para doença de Chagas aguda, utilizando o método de imunofluorescência indireta, foi positivo para IgM e IgG. Também obteve-se o mesmo resultado com o teste de hemaglutinação indireta. O teste sorológico para LV mostrou-se igualmente positivo, com elevada titulação para IgG (1:2560). Os demais achados clínicos, como hepatoesplenomegalia e pancitopenia, ajudaram na elucidação do diagnóstico de LV. A resposta terapêutica efetiva ao tratamento específico para LV com antimoniais foi uma evidência final para o diagnóstico da doença nesse caso. É enfatizada a necessidade de uma avaliação clínica bastante criteriosa para a interpretação adequada dos testes sorológicos e também o desenvolvimento de testes com maior especificidade é destacado em um contexto de ocorrência simultânea desses agravos, como o que ocorre na Região Amazônica.

Palavras-chave : Leishmaniose Visceral; Doença de Chagas Aguda; Testes Sorológicos; Diagnóstico Clínico.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )