SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número3Efeitos do óleo essencial de Cymbopogon winterianus contra Candida albicansO extrativismo da piaçaba como um fator associado à doença de Chagas: soroprevalência e perfil imunológico em habitantes da Amazônia Central, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

SILVA, Aniel de Sarom Negrão et al. Início da vida sexual em adolescentes escolares: um estudo transversal sobre comportamento sexual de risco em Abaetetuba, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2015, vol.6, n.3, pp.27-34. ISSN 2176-6223.

A adolescência é uma fase da vida compreendida entre 10 e 19 anos de idade, caracterizada pelos conflitos e descobertas. Nessa fase, os adolescentes começam a viver suas primeiras experiências sexuais, podendo apresentar comportamentos com risco de infecções por DST/Aids, os quais podem ser: início precoce da vida sexual e uso inconsistente de preservativo. Este estudo teve por objetivo identificar a idade da primeira relação sexual e o uso do preservativo em adolescentes escolares de 14 a 19 anos de idade, alunos do ensino médio, matriculados na rede pública estadual no Município de Abaetetuba, Estado do Pará, Brasil, no ano de 2010. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário com perguntas fechadas, autopreenchível, pré-codificado, anônimo, adaptado da "Pesquisa de Comportamento, Atitudes e Práticas da População Brasileira sobre DST/Aids, 2008", realizada pelo Ministério da Saúde. Para os testes estatísticos utilizaram-se os softwares STATISTICA® v.6.0 e BioEstat 5.0. Foram entrevistados 603 adolescentes, sendo 61,03% (368) mulheres e 38,97% (235) homens, com média de idade de 17,14 anos. Já havia iniciado sua vida sexual 49,25% dos adolescentes (297) com média de idade na primeira relação sexual de 15,23 anos. A iniciação sexual precoce esteve associada ao sexo masculino (OR = 3,72; IC95% 2,13-6,47; p < 0,0001). O uso do preservativo na primeira relação sexual esteve associado ao gênero, sendo que as mulheres tiveram uso mais consistente nessa ocasião (OR = 2,04; IC95% 1,20-3,47; p = 0,011). Não usaram preservativo na primeira relação 27,95% dos adolescentes, sendo estes 66,26% homens. Observou-se comportamento sexual de risco na amostra estudada, em especial na população masculina.

Palavras-chave : Adolescente; Comportamento Sexual; Sexo sem Proteção.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )