SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número3Início da vida sexual em adolescentes escolares: um estudo transversal sobre comportamento sexual de risco em Abaetetuba, Estado do Pará, BrasilAspectos epidemiológicos dos casos de leucemia e linfomas em jovens e adultos atendidos em hospital de referência para câncer em Belém, Estado do Pará, Amazônia, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

WALLICE PAXIUBA, Duncan; JULIANA LEAL, Danilow  e  ADRIANA, Malheiro. O extrativismo da piaçaba como um fator associado à doença de Chagas: soroprevalência e perfil imunológico em habitantes da Amazônia Central, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2015, vol.6, n.3, pp.35-42. ISSN 2176-6223.

Na Amazônia brasileira, a doença de Chagas é considerada uma zoonose com baixa virulência e patogenicidade que aparece principalmente em infecções latentes crônicas. Para examinar a soroprevalência e os perfis epidemiológicos e imunológicos da doença de Chagas na microrregião do Rio Negro (Amazônia Central), um estudo observacional e transversal foi realizado em nativos do Município de Barcelos, local mais importante de extrativismo da piaçaba no Estado do Amazonas. Testes sorológicos foram realizados utilizando tanto os métodos ELISA e de imunofluorescência indireta. Imunofenotipagem e os perfis das citocinas Th1, Th2 e Th17 foram determinados. A soroprevalência em habitantes nativos variou de 2,6 a 6,5%. O baixo nível de circulação de INF-γ foi associado à baixa percentagem de linfócitos de T-helper CD4+ CD3+. Como INF-γ é um fator importante associado ao desenvolvimento de cardiomiopatia grave, os baixos níveis de IFN-γ em indivíduos soropositivos da Amazônia Central sugerem a infrarregulação da resposta imune do tipo Th1, que poderia explicar a longa e latente fase assintomática de infecções de Trypanosoma cruzi.

Palavras-chave : Infecção Chagásica; Leopoldinia piassaba; Sorologia; Imunofenotipagem.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )