SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número1Avaliação das ações da vigilância de contatos domiciliares de pacientes com hanseníase no Município de Igarapé-Açu, Estado do Pará, BrasilAvaliação da higienização das mãos de manipuladores de alimentos do Município de Ji-Paraná, Estado de Rondônia, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6215versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

NUNES, Heloisa Marceliano et al. Soroprevalência da infecção pelos vírus das hepatites A, B, C, D e E em município da região oeste do Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2016, vol.7, n.1, pp.55-62. ISSN 2176-6215.

Em pesquisa sobre a prevalência de infecção pelos vírus das hepatites na sede do Município de Juruti, oeste do Estado do Pará, Brasil, realizada entre fevereiro de 2007 e abril de 2008, foi demonstrada a necessidade de ampliar estudos de soroprevalência baseados em comunidades. Objetivando atender essa necessidade, o estudo foi ampliado para definir a prevalência das infecções pelos vírus das hepatites A (VHA), B (VHB), C (VHC), D (VHD) e E (VHE), entre fevereiro de 2007 e novembro de 2010, envolvendo amostras de soro de indivíduos residentes na sede e nas localidades rurais Café Torrado, Jauari, Nova Galiléia, Vila Muirapinima e Lago Jará, do Município de Juruti, com estimativa de população de 52.755 habitantes em 2014. Tais amostras foram submetidas à análise dos marcadores sorológicos das hepatites A, B, C, D e E, por técnica imunoenzimática. Nas amostras positivas para VHB e VHC, foram realizadas pesquisas para detecção do VHB-DNA e VHC-RNA. Entre as 4.003 amostras examinadas, ocorreu prevalência de 86,2% para o anti-VHA total+; de 0,6% para o HBsAg+; 8,3% anti-HBc+/anti-HBs+; 1,7% anti-HBc+ isolado; 33,4% anti-HBs+ isolado e VHB-DNA+ em 62,5% dos HBsAg+; 0,1% anti-VHC+. Entre estes, dois casos foram confirmados como portadores do VHC, por RT-PCR; entre os HBsAg+ não foram detectados portadores do VHD. A análise de 463 amostras coletadas em três comunidades rurais do Município mostrou prevalência de anti-VHE+ de 1,9%. Foi caracterizada, em base laboratorial, alta prevalência de infecção do VHA e baixa prevalência de VHB, VHC, VHD e VHE na população examinada.

Palavras-chave : Hepatite A; Hepatite B; Hepatite C; Hepatite D; Hepatite E; Soroprevalência.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )