SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número3Perfil dos exames citopatológicos do colo do útero realizados na Casa da Mulher, Estado do Pará, BrasilVigilância de ambientes da febre maculosa: explorando as áreas silenciosas do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

SANTOS, Erian de Almeida et al. Frequência de genótipos da proteína circunsporozoíta de Plasmodium vivax em seres humanos e mosquitos anofelinos em área endêmica da região sudeste do Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2016, vol.7, n.3, pp.57-64. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232016000300007.

O objetivo deste estudo foi investigar a frequência de genótipos da proteína circunsporozoíta (CSP) em sangue humano e sua correlação com a parasitemia, bem como avaliar a presença desses genótipos em Anopheles no Município de Goianésia do Pará, uma área endêmica do sudeste do Estado do Pará, Brasil, de 2012 a 2013. Amostras de sangue foram coletadas de 118 pacientes com Plasmodium vivax e 369 mosquitos anofelinos. O gene da CSP foi genotipado usando-se a reação em cadeia da polimerase/polimorfismo de comprimento de fragmento de restrição, e a infectividade dos anofelinos foi determinada pelo ELISA. A parasitemia variou de 5-70.000 parasitas/mm³, e os três genótipos (VK210, VK247 e P. vivax-like) foram detectados tanto em infecções simples quanto em mistas. Nenhuma amostra apresentou infecção mista com todos os três genótipos. O genótipo mais frequente foi o VK210, seguido pelo VK247 e o último associado com os valores mais altos de parasitemia (p < 0,0001). Entre os mosquitos identificados, somente 11 espécimes foram infectados; de sete espécimes Anopheles darlingi, quatro foram infectados por Plasmodium falciparum, dois por VK210 e um por VK247. Os três Anopheles albitarsis foram infectados por VK247 e um Anopheles nuneztovari por VK210. O genótipo VK210 continua sendo o mais prevalente no sudeste do Pará; entretanto, novas evidências indicam a adaptação do VK247. Os espécimes An. darlingi, An. albitarsis e An. nuneztovari desempenham um importante papel na transmissão dos genótipos CSP na área de estudo. Essa descoberta pode ser um problema de saúde pública devido à possibilidade de ressurgimento de epidemias de malária por P. vivax em comunidades suscetíveis.

Palavras-chave : Malária; Plasmodium vivax; Técnicas de Genotipagem; Anopheles.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )