SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número4Alteração mastigatória, ambiente enriquecido e envelhecimento: estudos estereológicos de CA1 do hipocampo de camundongos suíços albinosEstado nutricional e alterações gastrointestinais de pacientes hospitalizados com HIV/aids no Hospital Universitário João de Barros Barreto em Belém, Estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

FIEL, Jessica de Nazaré Alves; LIMA, Jaciene Souza; DIAS, Jhemylly Martins  e  NEVES, Laura Maria Tomazi. Avaliação do risco de quedas e sarcopenia em idosos com doença pulmonar obstrutiva crônica atendidos em um hospital universitário de Belém, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2016, vol.7, n.4, pp.41-45. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232016000400005.

OBJETIVO:

Este estudo objetivou avaliar o risco de queda e a sarcopenia em idosos diagnosticados com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) atendidos no programa de reabilitação pulmonar do Hospital Universitário João de Barros Barreto em Belém, Estado do Pará, Brasil.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Trata-se de um estudo observacional descritivo com pacientes idosos com DPOC (classificação GOLD III e IV) atendidos em nível ambulatorial. Para avaliação, foram verificadas características sociodemográficas básicas, utilizou-se a escala de Tinetti para classificação quanto ao risco de quedas e a circunferência da panturrilha foi utilizada como preditora de sarcopenia.

RESULTADOS:

Foram avaliados 24 idosos, sendo em sua maioria homens, com faixa etária prevalente de 60 a 67 anos. Quanto ao risco de quedas, 21 (87,5%) pacientes possuíam baixo risco. Em relação à sarcopenia, seis (25%) pacientes apresentaram esse indicativo e 18 (75%) não o apresentaram.

CONCLUSÃO:

Na literatura, a DPOC tem sido associada ao alto risco de quedas, no entanto, neste estudo, foi visto um resultado diferente. A frequência de risco de quedas foi baixa e a sarcopenia foi considerada importante, todavia é possível que métodos com maior acurácia, que avaliem a distribuição de massa magra por segmento corporal e com análise de um maior número de pacientes, possam melhor verificar essa prevalência em idosos com DPOC.

Palavras-chave : Acidentes por Quedas; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Sarcopenia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )