SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número4Estado nutricional e alterações gastrointestinais de pacientes hospitalizados com HIV/aids no Hospital Universitário João de Barros Barreto em Belém, Estado do Pará, BrasilIncidência e perfil epidemiológico de suicídios em crianças e adolescentes ocorridos no Estado do Pará, Brasil, no período de 2010 a 2013 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

BENTO-TORRES, Natáli Valim Oliver et al. Estimulação multissensorial e cognitiva em idosos institucionalizados e não institucionalizados: estudo exploratório. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2016, vol.7, n.4, pp.53-60. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232016000400007.

Investigou-se, empregando testes cognitivos, a duração dos efeitos benéficos do Programa de Estimulação Multissensorial e Cognitiva. Os participantes do estudo foram idosos institucionalizados e não institucionalizados, sem histórico de traumatismo crânio-encefálico, acidente vascular encefálico ou depressão primária, com acuidade visual 20/30 ou superior, que participaram regularmente do Programa de Estimulação Multissensorial e Cognitiva descrito em estudo anterior. Foram realizadas reavaliações aos dois, quatro, seis, oito e 12 meses após a finalização do Programa, empregando-se o Mini Exame do Estado Mental e testes selecionados da Bateria Cambridge de Testes Neuropsicológicos Automatizados: Triagem Motora; Processamento Rápido de Informação Visual; Tempo de Reação; Aprendizagem Pareada; Memória de Trabalho Espacial; e Pareamento com Atraso. Os resultados apontaram diferenças significativas entre os grupos, revelando taxa de declínio cognitivo maior nos idosos institucionalizados. Sugere-se que esse efeito esteja associado ao ambiente pobre de estímulos sensoriais, motores e cognitivos, assim como o estilo de vida sedentário e o isolamento dos idosos das instituições de longa permanência. Além disso, a análise das curvas Receiver Operating Characteristic, seguida dos cálculos de especificidade e eficiência estimadas para cada teste, revelaram que os testes da bateria Cambridge para memória e aprendizado espacial pareado, assim como para memória espacial de trabalho, permitem a distinção entre os grupos em todas as janelas de reavaliação. Tomados em conjunto, os resultados são de interesse para o planejador de políticas públicas, para recomendar programas regulares de estimulação sensorial, motora e cognitiva para idosos institucionalizados, promovendo a redução da taxa de progressão do declínio cognitivo senil.

Palavras-chave : Instituição de Longa Permanência para Idosos; Memória; Estilo de Vida; Envelhecimento; Cognição.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )