SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número4Soroprevalência das infecções pelos vírus das hepatites B e C e situação vacinal para o vírus da hepatite B em servidores da Polícia Rodoviária Federal, estado do Pará, Brasil, 2013-2014Ocorrência de Schistosoma mansoni no município de São Bento, Baixada Ocidental Maranhense, estado do Maranhão, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

GOMES, Lourdes Oliveira et al. Aspectos epidemiológicos das enteroinfecções bacterianas em menores de 5 anos de idade em Rio Branco, estado do Acre, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2017, vol.8, n.4, pp.35-43. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232017000400008.

OBJETIVO:

Investigar a ocorrência de enteropatógenos bacterianos na etiologia da doença diarreica aguda (DDA), associando variáveis clínico-epidemiológicas, em menores de 5 anos de idade, atendidos em unidades de saúde do município de Rio Branco, estado do Acre, Brasil, em 2012.

MATERIAIS E MÉTODOS:

O estudo envolveu a análise de dados obtidos das fichas clínico-epidemiológicas de 502 crianças, sendo 272 casos de DDA e 230 controles. A frequência de cada enteropatógeno pesquisado e a associação desses agentes com as condições socioeconômicas das crianças foram verificadas por meio dos testes qui-quadrado e teste exato de Fisher, adotando-se um nível de significância de 0,05 (5%) e utilizando-se o programa BioEstat v5.0.

RESULTADOS:

As bactérias mais frequentes em ambos os grupos foram Escherichia coli diarreiogênicas (80,2%), Campylobacter jejuni e Campylobacter coli (9,0%), Shigella spp. (5,6%) e Salmonella spp. (4,0%). Houve associação significativa entre a ocorrência de E. coli e a presença de DDA (p < 0,001). A distribuição temporal das E. coli diarreiogênicas foi maior nos meses de novembro e dezembro (período chuvoso). A associação entre a renda familiar e o grupo clínico foi estatisticamente significativa (p < 0,00051). Quanto às condições de habitação, foi observado maior risco quando a frequência da coleta de lixo era irregular. Constatou-se que o risco da criança desenvolver DDA era maior quando a mãe tinha entre 14 e 19 anos de idade.

CONCLUSÃO:

Verificou-se que os casos de DDA em menores de 5 anos de idade, em Rio Branco, estavam relacionados à circulação de enteropatógenos bacterianos, em especial a E. coli diarreiogênica.

Palavras-chave : Gastroenterite; Enterobactérias; Crianças.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )