SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número2A hanseníase em um distrito administrativo de Belém, estado do Pará, Brasil: relações entre território, socioeconomia e política pública em saúde, 2007-2013Hipertensão pulmonar em pacientes com doença renal crônica terminal internados em um hospital de referência em nefrologia do estado do Pará, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

BASTOS, Bárbara Rafaela; PEREIRA, Adrya Karolinne da Silva; CASTRO, Cinthia Costa de  e  CARVALHO, Maria Margarida Costa de. Perfil sociodemográfico dos pacientes em cuidados paliativos em um hospital de referência em oncologia do estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2018, vol.9, n.2, pp.31-36. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232018000200004.

OBJETIVO:

Descrever o perfil sociodemográfico dos pacientes em cuidados paliativos em um hospital de referência em oncologia do estado do Pará, Brasil.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Estudo retrospectivo, descritivo e transversal, realizado por meio da análise de 239 prontuários de pacientes internados no período de 2010 a 2014, na Clínica de Cuidados Paliativos Oncológicos do Hospital Ophir Loyola, referência em oncologia no Pará.

RESULTADOS:

A maioria dos indivíduos era do sexo feminino (59,41%), com mais de 60 anos de idade (38,91%), provenientes da Mesorregião Metropolitana de Belém (46,44%), com profissão/ocupação "dona de casa" (27,62%), casados ou em união estável (51,05%), de religião católica (34,73%), e com baixos níveis de escolaridade, tendo 38,91% apenas o ensino fundamental incompleto. Houve predominância de pacientes com histórico de tabagismo (56,90%) e etilismo (53,56%), sem antecedentes familiares de câncer (41,00%), internados por situações de urgência/emergência (93,72%).

CONCLUSÃO:

Definir o perfil desses pacientes permite uma melhor compreensão das características desses indivíduos, auxiliando a equipe multidisciplinar da clínica de cuidados paliativos no planejamento da assistência prestada, além de contribuir significativamente para a implementação de políticas preventivas de saúde no Estado.

Palavras-chave : Perfil de Saúde; Oncologia; Cuidados Paliativos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )