SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número4Ciência no desterro: a saga de Ramón Carrillo em Belém, estado do Pará, BrasilPercepções de portadores de hanseníase sobre as reações hansênicas e o cuidado de si índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Resumo

RIBEIRO, Ana Cláudia da Silva et al. Perfis de infecção do vírus Mayaro e do vírus Chikungunya em linhagens de células de mamíferos e mosquitos. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2018, vol.9, n.4, pp.25-35. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-62232018000400003.

OBJETIVO:

Traçar o perfil infeccioso do vírus Mayaro (MAYV) e do vírus Chikungunya (CHIKV) em quatro diferentes linhagens de células.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Os isolados desses vírus foram utilizados para infectar culturas das seguintes linhagens celulares - C6/36, VERO, BHK-21 e LLC-MK2 - sob a multiplicidade de infecção de 1 PFU/célula, as quais foram monitoradas por até 96 h pós-infecção (hpi) por microscopia de contraste de fase para registrar o efeito citopático (CPE); e, em seguida, foram submetidos a ensaios de imunofluorescência indireta (iIF) e reação em cadeia da polimerase de transcrição reversa quantitativa (qRT-PCR) para detecção de antígenos virais e determinação da carga de RNA, respectivamente.

RESULTADOS:

Para ambos os vírus, as células VERO e BHK-21 apresentaram CPE de 24 hpi, as LLC-MK2 apresentaram CPE a partir de 48 hpi e as C6/36 não apresentaram qualquer CPE. Nos ensaios de iIF, todas as células já se tornaram positivas a 6 hpi, com exceção das células LLC-MK2 e BHK-21 infectadas com CHIKV. Finalmente, os ensaios qRT-PCR mostraram que, em geral, as células infectadas com MAYV apresentaram aumento da carga de RNA, embora as células LLC-MK2 infectadas pelo CHIKV tenham apresentado a maior carga de RNA.

CONCLUSÃO:

Ao avaliar o comportamento desses arbovírus em diferentes tipos de culturas de células, incluindo alguns não comumente utilizados na rotina do diagnóstico laboratorial, o presente estudo fornece não apenas uma melhor compreensão da cinética de replicação de MAYV e CHIKV, mas também oportunidades para a otimização de seu diagnóstico em amostras biológicas.

Palavras-chave : Arbovírus; Alphavirus; Vírus Mayaro; Vírus Chikungunya; Linhagem Celular.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )