SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10Chromosomal analyses in genetic counseling of patients with developmental and congenital abnormalities from Belém, Pará State, Brazil: a retrospective study of 17 yearsParoxysmal nocturnal hemoglobinuria clones in patients with acute leukemia in Pará State, Brazilian Amazon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

  • Have no cited articlesCited by SciELO

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista Pan-Amazônica de Saúde

On-line version ISSN 2176-6223

Abstract

BAIA, Kássia do Socorro Moraes et al. Reavaliação laboratorial da infecção pelo vírus da hepatite C em dialisados atendidos na década de 1990, em Belém, estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude [online]. 2019, vol.10, e201901632.  Epub Nov 20, 2019. ISSN 2176-6223.  http://dx.doi.org/10.5123/s2176-6223201901632.

OBJETIVO:

Descrever aspectos do diagnóstico laboratorial sorológico e molecular da infecção pelo vírus da hepatite C (HCV - do inglês hepatitis C virus), em pacientes submetidos a tratamento em uma clínica de diálise de Belém, estado do Pará, Brasil, no período de 1990 a 1993.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Estudo retrospectivo para reavaliação de amostras de soro de pacientes dialisados, utilizando testes sorológicos para a detecção do HCV (anti-HCV e Ag-Ab HCV) e HCV-RNA, por meio de técnica molecular de RT-PCR.

RESULTADOS:

Foram incluídos 115 pacientes dialisados com amostras de soro coletadas no período do estudo. A análise dessas amostras mostrou prevalência de 16,5% de anti-HCV reagente, entre as quais 4,3% apresentaram indicador de replicação viral ativa (HCV-RNA reagente). Detectou-se taxa de soroconversão em 55,2% dos pacientes no período analisado. O grupo anti-HCV, Ag-Ab HCV e HCV-RNA reagente foi o mais prevalente (41,7%). Em relação às amostras anti-HCV não reagentes, verificou-se replicação viral com HCV-RNA reagente em 22,7%. Foram detectados os genótipos 1 e 3. O genótipo 1 foi prevalente em 73,0% das amostras.

CONCLUSÃO:

Quando se introduziu a triagem laboratorial para HCV (anti-HCV) na clínica de diálise, foi possível observar: alta prevalência de infecção pelo HCV entre os pacientes em tratamento; altos índices de soroconversão; equiparação entre resultados sorológicos, utilizando os métodos de ELISA de segunda e de terceira geração; presença de replicação viral entre os pacientes anti-HCV não reagentes; e maior prevalência do genótipo 1 do HCV.

Keywords : Vírus da Hepatite C; Testes Sorológicos; Hemodiálise.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )