SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número4Ocorrência de malária causada por Plasmodium malariae no Município de Cruzeiro do Sul, Estado do Acre, Brasil2010 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão impressa ISSN 2176-6223versão On-line ISSN 2176-6223

Rev Pan-Amaz Saude v.1 n.4 Ananindeua dez. 2010

http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232010000400018 

RESUMO DE TESE E DISSERTAÇÃO | SUMMARY OF THESIS AND DISSERTATION | RESUMEN DE TESIS Y DISERTACIÓN

 

Infecção natural em Lutzomyia (Nyssomyia) umbratilis Ward & Fraiha, 1977 (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) por Leishmania spp. (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) em áreas endêmicas de leishmaniose tegumentar americana no Estado do Amazonas, Brasil*

 

Natural infection of Lufzomyia (Nyssomyia) umbratilis Ward & Fraiha, 1977 (Diptera: Psychodidae: Phlebotominae) by Leishmania spp. (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) in endemic areas of cutaneous leishmaniasis in Amazonas State, Brazil

 

Infección natural en Lufzomyia (Nyssomyia) umbratilis Ward & Fraiha, 1977 (Díptera: Psychodidae: Phlebotominae) por Leishmania spp. (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) en áreas endémicas de leishmaniasis cutánea en el Estado de Amazonas, Brasil

 

 

Francimeire Gomes PinheiroI; Sérgio Luís Bessa LuzII; Antonia Maria Ramos FrancoIII

IPrograma de Pós-Graduação de Entomologia, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, Amazonas, Brasil
IILaboratório de Biodiversidade, Centro de Pesquisas Leônidas & Maria Deane, Manaus, Amazonas, Brasil
IIILaboratório de Leishmaniose e Doença de Chagas, Coordenação de Pesquisas em Ciências da Saúde, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, Amazonas, Brasil

Endereço para correspondência
Correspondence
Dirección para correspondencia

 

 


INTRODUÇÃO: É de extrema importância o conhecimento a respeito das espécies envolvidas na cadeia de transmissão das leishmanioses na Amazônia, onde a manutenção desta endemia depende da presença do agente etiológico, dos mamíferos reservatórios, dos vetores e das condições ambientais que o favoreçam.
OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo avaliar a taxa de infecção natural por Leishmania em Lutzomyia umbratilis comparando métodos tradicionais de isolamento (dissecção e observação do trato digestório) com métodos moleculares (Nested-PCR) de detecção de infecção nos insetos de áreas endêmicas em leishmaniose no Município de Manaus, Estado do Amazonas, Brasil.
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram selecionadas duas áreas, por apresentarem características diferenciadas: o assentamento Tarumã-Mirim e a Base de Instrução de Guerra na Selva-B11, uma com população residente (assentada/maior alteração antrópica) e outra onde circulam indivíduos oriundos de diversas localidades do Brasil (menor alteração). Foram realizadas coletas com armadilhas "CDC modificada" no período de novembro de 2002 a outubro de 2003.
RESULTADOS: Foi coletado um total de 2.160 fêmeas de L. umbratilis,sendo 1.440 dissecadas e 720 testadas individualmente pela PCR, utilizando-se como iniciadores sequências de genes de mini-éxon (SLrev, SL2, SL1 e SLM2). Do total de fêmeas dissecadas, 1,6% (12/720) apresentaram infecção natural na B11 e 0,4% (3/720) no Tarumã-Mirim. Pela PCR foram testadas 720 amostras provenientes da B11 verificando-se 42,9% (308/720) infectadas pelo subgênero Viannia e 3,2% (23/720) pelo subgênero Leishmania.
CONCLUSÃO: A taxa de infecção natural foi mais elevada em ambiente com menor alteração antrópica. A PCR demonstrou ser mais eficaz, recomendando-se seu uso em estudos epidemiológicos de leishmaniose tegumentar americana na Região Amazônica.

Palavras-chave: Reação em Cadeia da Polimerase; Psychodidae; Leishmania; Assentamentos Rurais.


 

Apoio financeiro: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e CAPES/RENOR.

 

 

Correspondência / Correspondence / Correspondencia:
Antonia Maria Ramos Franco
Laboratório de Leishmaniose e Doença de Chagas,
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Av. André Araújo, n° 2936
CEP: 79304-020
Manaus-Amazonas-Brasil
E-mail: afranco@inpa.gov.br

Recebido em / Received / Recibido en: 28/6/2010
Aceito em / Accepted / Aceito en: 26/8/2010

 

 

*Resumo de dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Entomologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, sob orientação da prof.a dr.a Antonia Maria Ramos Franco e coorientação do prof. dr. Sérgio Luis Bessa Luz, para obtenção do título de Mestre em Ciências Biológicas, em 14 de março de 2004. Manaus, Amazonas, Brasil.