SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 número2Caracterização molecular de Leishmania sp. (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) proveniente de casos de leishmaniose cutânea dos Municípios de Rio Preto da Eva e Manaus, Estado do Amazonas, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Pan-Amazônica de Saúde

versão On-line ISSN 2176-6223

Rev Pan-Amaz Saude v.2 n.2 Ananindeua jun. 2011

http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232011000200014 

RESUMO DE TESE E DISSERTAÇÃO | SUMMARY OF THESE AND DISSERTATION | RESUMEN DE TESIS Y DISERTACIÓN

 

Leishmaniose tegumentar experimental e natural no cão doméstico (Canis familiaris), Município de Manaus, Estado do Amazonas, Brasil*

 

Experimental and natural cutaneous leishmaniasis in domestic dogs (Canis familiaris) in the Municipality of Manaus, Amazonas State, Brazil

 

Leishmaniasis tegumentaria experimental y natural en perros domésticos (Canis familiaris), Municipio de Manaus, Estado de Amazonas, Brasil

 

 

Sonia Rolim ReisI; Marilene Suzan Marques MichalickII; Antonia Maria Ramos FrancoIII

IPrograma de Pós-Graduação em Biotecnologia, Universidade Federal do Amazonas, Amazonas, Brasil
IILaboratório de Sorologia, Departamento de Parasitologia, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, Brasil
IIILaboratório de Leishmaniose e Doença de Chagas, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, Amazonas, Brasil

Endereço para correspondência
Correspondence
Dirección para correspondencia

 

 


INTRODUÇÃO: A leishmaniose tegumentar é uma zoonose causada por diferentes espécies de Leishmania que afetam o homem e algumas espécies de vertebrados. A participação do cão no ciclo biológico da leishmaniose tegumentar vem sendo discutida.
OBJETIVOS: Avaliou-se a infecção experimental e natural por Leishmania em cães domiciliados no Município de Manaus, capital do Estado do Amazonas, Brasil.
MATERIAIS E MÉTODOS: No estudo da infecção experimental, quatro cães SRD foram inoculados com L. (V.) guyanensis (Lg) e três com L. (V.) braziliensis (Lb). A inoculação foi feita, via intradérmica, na região genital, focinho e orelha, na dose de 106/0,1 mL/inóculo. Foram utilizadas formas promastigotas de fase estacionária, sendo inoculados, simultaneamente, dez "hamsters", a fim de comprovar a infectividade do inóculo. Trinta dias após a inoculação, foi realizado teste de hipersensibilidade tardia (IDRM). Para identificação da infecção natural, foram analisados 600 animais em seis zonas urbanas, utilizando-se métodos variados de diagnóstico. Nos testes sorológicos (ELISA e RIFI), foram utilizados antígenos in house de L. (L.) chagasi e L. (V.) braziliensis.
RESULTADOS: Verificou-se reatividade à IDRM nos animais inoculados, com enduração local ≥ 8mm para L. (V.) g e ≥ 5 mm para L. (V.) b. No grupo L. (V.) g, seis meses após o inóculo não foram observadas alterações clínicas. No grupo L. (V.) b, dois meses após verificou-se presença de nódulo na região do focinho. Comprovou-se infecção experimental por L. (V.) braziliensis pela observação de parasitas em cortes histológicos de pele aparentemente sadia. Dos 600 cães estudados por meio do ELISA, 12,5% apresentaram-se sororreativos, sendo 17% nas zonas Leste e Norte de Manaus. Na RIFI 3,5% dos cães apresentaram títulos entre 1:20 a 1:40, principalmente nas zonas Leste e Sul. Um cão com hipergamaglobulinemia constatada por meio do ELISA apresentou positividade para Ehrlichia canis, e outro foi descrito como caso importado de leishmaniose visceral, no bairro São Raimundo. Pelo Hot Start PCR, sete das 20 biópsias testadas foram positivas e 16 de 18 biópsias amplificaram na segunda reação da Nested-PCR, sendo compatível para subgênero Viannia.
CONCLUSÃO: Verificou-se circulação de cães infectados por Leishmania (Viannia) sp. em Manaus, alertando para sua possível participação nos ciclos da leishmaniose tegumentar no Amazonas.

Palavras-chave: Cães; Leishmaniose cutânea; Reação em Cadeia da Polimerase; ELISA; hipersensibilidade tardia: Leishmania guyanensis; Leishmania braziliensis.


 

Apoio financeiro: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e Fundação de Amparo as Pesquisas do Estado do Amazonas (FAPEAM/Projeto Temático).

 

 

Correspondência / Correspondence / Correspondencia:
Antonia Maria Ramos Franco
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia,
Laboratório de Leishmaniose e Doença de Chagas
Av. André Araújo, no. 2936
E-mail:afranco@inpa.gov.br / reis@inpa.gov.br

Recebido em / Received / Recibido en: 06/9/2010
Aceito em / Accepted / Aceito en: 28/7/2011

 

 

*Resumo de Tese apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, Universidade Federal do Amazonas, Amazonas, Brasil.